Com a chegada das novas gerações no mercado de trabalho, muita coisa mudou em relação à gestão de pessoas. Para os profissionais mais jovens, a qualidade de vida e os benefícios são tão ou mais atrativos que um alto salário. Por isso, saber como montar um pacote de benefícios competitivo é um dos principais desafios do RH nas organizações.

Como saber o que os funcionários desejam? Como se diferenciar da concorrência? Para responder a essas perguntas, explicamos tudo o que você precisa saber para montar um pacote de benefícios competitivo.

Quer saber mais? Continue conosco!

 

O que é pacote de benefícios?

Pacote de benefícios é um conjunto de vantagens oferecidas como complemento ao salário mensal. Faz parte da remuneração indireta dos funcionários, que ainda pode contar com bonificações, prêmios e participação nos lucros da empresa.

No Brasil, alguns benefícios, como o vale-transporte, são obrigatórios por lei. No entanto, empresas que buscam se destacar no mercado vão muito além disso, oferecendo os mais diversos tipos de vantagens aos seus profissionais.

Um pacote de benefícios competitivo é um enorme diferencial na atração de talentos. Por isso, o RH deve pensá-lo de forma criativa e relevante, sempre pensando em como eles podem fazer a diferença na qualidade de vida da equipe.

Vale dizer que os benefícios não podem ser pagos em dinheiro. Tal prática configura alteração no salário, que é tributado com regras específicas. Portanto, qualquer organização que desrespeitar essa regra está sujeita a multas e punições.

 

O que fazer para montar um pacote de benefícios competitivo?

Além de ajudar a atrair candidatos, saber como montar um pacote de benefícios competitivo também aumenta a satisfação da equipe.

Segundo uma pesquisa americana, funcionários felizes se dedicam 12% a mais no trabalho, o que significa muito mais produtividade. Mais um motivo para você procurar oferecer as melhores vantagens aos seus colaboradores.

Mas como se diferenciar? Como saber o que eles desejam? Veja abaixo algumas dicas para superar esse desafio com sucesso.

 

Faça um benchmark

Para ser mais competitivo, é fundamental saber o que os concorrentes andam fazendo. Faça um benchmark detalhado e descubra o que as outras empresas da sua área de atuação oferecem aos colaboradores.

Assim, você terá uma boa ideia do que não pode faltar no seu pacote de benefícios, e saberá quais são os diferenciais de cada empresa avaliada.

Além disso, poderá identificar lacunas de vantagens que não são exploradas pelas outras organizações, e se aproveitar disso para se destacar.

Antes de implementar benefícios mais criativos, lembre-se de fazer o básico com qualidade: respeite o direito ao vale-transporte, tenha um bom plano de saúde e inclua um valor justo de vale-refeição no seu pacote.

Outra dica importante é respeitar os limites do seu orçamento. Se a verba for reduzida, não tem como se equiparar a gigantes globais como o Google, por exemplo. Mas, sendo inovador, ainda é possível pensar em alternativas para trazer boas vantagens de um jeito único.

 

Seja relevante

Nenhum benefício deve ser incluído no pacote apenas para fazer número. Todos devem ser relevantes, para que o funcionário realmente consiga fazer uso do que está sendo oferecido.

Caso contrário, é um mau negócio tanto para o colaborador quanto para a empresa, que acaba investindo em algo que não traz nenhuma satisfação à equipe.

 

Peça a opinião dos funcionários

Quer saber o que seus colaboradores querem? A maneira mais efetiva é perguntar a eles. Faça pesquisas de opinião e peça feedbacks dos funcionários sobre o pacote de benefícios. Assim, será possível saber o que está dando certo e o que poderia ser melhorado.

Leve em conta todas as sugestões e faça o possível para atender às demandas identificadas. Dessa forma, o RH saberá exatamente como montar um pacote de benefícios competitivo, que atenda a todas as necessidades dos funcionários.

 

Quais benefícios escolher para ser mais competitivo?

É claro que não existe fórmula pronta. Cada empresa deve avaliar o seu próprio grupo de funcionários e, como base nisso, decidir quais benefícios agregam mais para o time.

No entanto, certas vantagens são interessantes para praticamente todos os profissionais, sobretudo as que envolvem finanças e crescimento na carreira.

Conheça abaixo alguns benefícios que você pode oferecer para satisfazer os colaboradores.

 

Pagamento por dia

Ferramentas como o Daily Pay vem ganhando cada vez mais espaço entre as grandes empresas. Nesse sistema, o funcionário é remunerado por dia, e pode acessar os pagamentos ainda não efetuados na hora em que preferir.

Dessa forma, o profissional ganha mais liberdade e controle sobre o próprio salário.

Por exemplo: se uma conta vence no dia 12 do mês, basta o colaborador solicitar o pagamento e quitar a pendência dentro do prazo. Se ele tivesse que esperar até o dia 30 para receber, correria o risco de perder a data e ter que arcar com juros posteriormente.

Essa flexibilidade torna o pagamento por dia um modelo muito vantajoso para os profissionais. Por isso, vem se tornando uma das maiores armas de atração de talentos das organizações.

 

Benefícios de bem-estar financeiro

Benefícios que promovem o bem-estar financeiro estão entre os mais desejados pelos profissionais, pois ajudam a controlar melhor o orçamento pessoal.

O Facebook, por exemplo, oferece ajuda de custos para mães e pais de recém-nascidos.

Os funcionários do Evernote, por sua vez, contam com limpeza em casa duas vezes por mês. Isso sem falar nos lanches gratuitos no escritório, que ajudam a aliviar os gastos com alimentação.

Além dessas vantagens, outra possibilidade é investir em educação financeira para os colaboradores. Essa é uma ótima maneira de ensiná-los a administrar o salário do jeito mais eficiente possível, reduzindo sua preocupação com as finanças pessoais.

 

Trabalho remoto e horários flexíveis

Hoje, com a possibilidade de realizar tarefas à distância, muitas empresas permitem que seus funcionários façam home-office pelo menos uma vez por semana.

Isso reforça a tendência de valorização do equilíbrio entre vida pessoal e profissional, algo muito desejado pelos profissionais hoje em dia.

Outras medidas desse tipo também vêm ganhando espaço na organizações. Entre elas, podemos citar horários de trabalho flexíveis, autonomia para escolher períodos de férias e day off de aniversário. Todas elas ajudam a companhia e demonstrar que se importam com o tempo livre dos colaboradores.

 

Treinamento e desenvolvimento

Investir em treinamento e desenvolvimento para os funcionários é uma excelente maneira de fortalecer o seu pacote de benefícios.

A educação corporativa é muito útil tanto para os profissionais quanto para a organização.

Por um lado, os colaboradores têm a chance de aprimorar competências que levarão para a vida toda. Por outro, empresa conta com pessoas cada vez mais qualificadas e aptas a levar o negócio para o caminho do sucesso.

Os planos de carreira e desenvolvimento devem ser consistentes e personalizados, levando em conta o perfil de cada profissional. Os formatos podem ser diversos: cursos online, certificações e job rotation estão entre os mais efetivos para favorecer a evolução da equipe.

 

Agora que você já sabe como montar um pacote de benefícios competitivo, que tal colocar o que aprendeu em prática?

Lembre-se de fazer uma pesquisa de mercado e avaliar os interesses do seu quadro de funcionários. Assim, será possível pensar em vantagens relevantes, que deixarão o time extremamente satisfeito e engajado.

 

Gostou do post? Não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Assim, você recebe diretamente no seu e-mail nossos melhores conteúdos sobre RH e gestão de pessoas!