como medir o clima organizacional

Como medir o clima organizacional: 5 indicadores para acompanhar

Manter um bom ambiente de trabalho é fundamental para reter talentos e aumentar a produtividade da equipe. Por isso, saber como medir o clima organizacional é um dos maiores desafios do setor de RH.

Com informações concretas em mãos, é possível avaliar a satisfação dos funcionários, identificar problemas e planejar soluções.

Um dos instrumentos mais usados para mensurar o clima organizacional é a tradicional pesquisa de satisfação. No entanto, uma análise adequada vai muito além disso.

Neste artigo, você vai conhecer os principais indicadores envolvidos no processo, como as taxas de turnover e absenteísmo. Quer saber mais? Continue conosco!

 

O que é clima organizacional?

Clima organizacional é a qualidade do ambiente de trabalho de uma empresa. Trata-se da percepção coletiva que os funcionários têm sobre a forma como são tratados, seu bem-estar e suas perspectivas profissionais.

O clima é um dos principais pilares da alta produtividade e da satisfação dos colaboradores.

Para torná-lo positivo, a empresa precisa investir em práticas que aumentem a motivação e o engajamento da equipe. Isso inclui plano de carreira, cultura de feedbacks e um pacote de benefícios diferenciados, entre outras medidas.

Assim, além de aumentar os resultados, será possível melhorar o relacionamento entre os colegas e o senso de pertencimento dos funcionários.

Um bom clima gera atitudes positivas no dia a dia. Por outro lado, um clima negativo ocasiona problemas que prejudicam o desempenho, como atritos internos e má gestão de pessoas.

 

Quais são os principais indicadores para medir o clima organizacional?

Como dito anteriormente, a estratégia mais comum para avaliar o clima organizacional é a pesquisa de satisfação.

Os funcionários respondem a um questionário com perguntas relevantes sobre o ambiente de trabalho, fornecendo informações valiosas para os gestores traçarem um plano de ação.

Trata-se de uma medida importante, porém não funciona sozinha. Há outros indicadores essenciais para realizar esse trabalho com precisão. Confira os principais a seguir.

 

1. Taxa de turnover

Para saber como medir o clima organizacional, é preciso ficar atento ao turnover.

Essa métrica indica quantos funcionários foram contratados e desligados em um determinado período de tempo. Quando a taxa ultrapassa os 5%, é ligado o sinal de alerta no clima organizacional.

Uma grande quantidade de demissões espontâneas pode significar problemas graves na gestão de pessoas. Os motivos são os mais diversos: mau relacionamento com o chefe, falta de desafios profissionais e salário abaixo da média estão entre os mais frequentes.

Ao identificar uma alta na rotatividade, os líderes precisam observar de perto a rotina da equipe e perceber a causa do problema o quanto antes. Também é necessário rever os métodos utilizados no recrutamento e seleção, a fim de torná-los mais precisos e efetivos.

Uma estratégia eficiente é fazer entrevistas de desligamento bem estruturadas.

Dessa forma, fica mais fácil descobrir os motivos que levaram um colaborador a deixar a empresa, desde insatisfações pessoais até propostas mais atrativas. Assim, é possível mapear os problemas e aprimorar a gestão de talentos.

 

2. Absenteísmo

O absenteísmo é o indicador que mostra o percentual e os motivos de ausências e atrasos na equipe.

Assim como o turnover, o aumento dessa taxa é motivo de preocupação para a empresa em relação ao clima organizacional.

Os dados colhidos são fundamentais para os líderes analisarem aspectos do dia a dia que podem contribuir para o aumento das faltas.

As razões mais comuns para o absenteísmo são os problemas médicos, que podem estar ligados a fatores como alta carga de estresse, sobrecarga de tarefas e ambiente insalubre, entre outros.

Atritos entre colaboradores e problemas pessoais também são motivos frequentes para o absenteísmo. Nesse tipo de situação, é natural que o funcionário procure se afastar do ambiente de trabalho, mesmo que faça isso de forma inconsciente. Observe a situação com sensibilidade e ,se for o caso, ofereça ajuda.

 

3. Produtividade

Saber como medir o clima organizacional envolve o monitoramento constante dos indicadores de produtividade. Se os resultados da equipe estão caindo, a queda na qualidade do ambiente de trabalho pode ser a razão.

O motivo é simples: colaboradores satisfeitos e engajados produzem muito mais que funcionários desmotivados.

Portanto, melhorar o clima é a primeira atitude a ser tomada quando os números da empresa não vão bem. O retorno costuma ser praticamente imediato.

 

4. Qualidade de comunicação

Medir os resultados da estratégia de comunicação interna é primordial para verificar como está o clima organizacional.

Ter um diálogo aberto com os gestores é um dos fatores que mais influenciam na percepção dos colaboradores sobre o ambiente de trabalho.

Todo profissional tem a necessidade de se sentir valorizado. Para isso, ele precisa estar a par das informações mais importantes sobre o negócio, além de saber que suas opiniões são levadas em conta pela organização.

Ter canais de comunicação bem estruturados é um passo fundamental para atingir esse objetivo.

Usar a linguagem adequada também é essencial nesse processo. As metas e novidades devem ser comunicadas de forma clara e simples, para que sejam entendidas por funcionários de todos os departamentos e níveis hierárquicos.

Em um ambiente transparente, o nível do clima organizacional com certeza será elevado.

 

5. Índices de reclamações trabalhistas

Uma das principais dicas sobre como medir o clima organizacional é verificar periodicamente os índices de reclamações trabalhistas.

Por evidenciar insatisfações graves de funcionários e ex-funcionários, essa métrica é uma das mais importantes para definir a qualidade do ambiente de trabalho.

Identificar uma alta taxa de processos trabalhistas também revela falhas na gestão em relação ao cumprimento da lei e à oferta de condições adequadas de trabalho. Se isso acontecer, é preciso rever as políticas de administração da empresa com urgência.

 

Agora que você já sabe como medir o clima organizacional, é hora de aplicar o que aprendeu na prática!

Avalie o cenário da sua empresa, faça uma pesquisa de satisfação e utilize os indicadores que apresentamos ao longo do artigo. Assim, seu planejamento estratégico e gestão de pessoas estarão sempre em evolução!

 

Gostou do post? Deixe um comentário com suas dúvidas e opiniões. Estamos ansiosos para saber como você avaliar o clima da sua organização!

 

 

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.