Inscreva-se

Como lidar com a geração Y no trabalho: 7 desafios da geração millenium
Cultura da Empresa

Como lidar com a geração Y no trabalho: 7 desafios da geração millenium

Comumente, vemos em telejornais e reportagens na internet discussões sobre a geração millenium e como ela está mudando a maneira de agir das empresas, tanto em termos de contratação de funcionários quanto na execução dos serviços. Afinal, como lidar com a geração Y?

Os millennials (também chamados de Geração Y) são pessoas nascidas entre o início dos anos 80 até o final dos anos 90.

Diferentemente da geração anterior, eles são mais liberais em termos de ideologias e questões políticas e religiosas, não têm medo de discutir e quebrar barreiras que antes eram vistas como tabus. Outra forte característica da geração millenium é a familiaridade com a tecnologia e a comunicação digital.

Essa filosofia ímpar no modo de agir e pensar dos millennials traz grandes desafios para as empresas em termos de contratação e retenção de talentos.

Pensando nisso, preparamos este artigo com sete de como lidar com a geração Y no mercado de trabalho. Confira!

Após a leitura, recomendamos que você baixe esse eBook gratuito. Nele você descobrirá estratégias eficazes para reter os melhores talentos. Responda o formulário e receba:


Como lidar com a geração Y: principais desafios

1. Rápida ascensão

A ideia de que o “tempo de casa é o que determina o crescimento” não é bem aceita pelos millennials.

Essa geração, que cresceu com o acesso à informação, entende que a ascensão profissional dentro de uma empresa deve ser medida pela produtividade e não pela experiência.

Por isso, um dos principais desafios de como lidar com a geração Y é transformar alguns conceitos enraizados e se adaptar a essa nova geração.

Claro, é importante sempre haver um equilíbrio entre ideias e decidir pelo que for mais favorável ao empreendimento.

2. Conforto no ambiente de trabalho

Constantes pressões e limitações de materiais e equipamentos para a execução dos serviços são outros cenários pouco apreciados pela Geração Millenium. Muito mais do que um bom salário, os novos profissionais buscam mudanças comportamentais no ambiente de trabalho.

Definição de metas inalcançáveis e falta de espaços para descanso e lazer são razões altamente consideráveis para que uma empresa seja preterida por um trabalhador dessa geração.

Em outras palavras: não adianta oferecer altos valores no contracheque se, no dia a dia, o trabalhador não consegue usufruir de vantagens e benefícios básicos.

3. Constante rotatividade

Como explicado: antigamente, o sucesso de um profissional era medido pelo seu tempo de permanência em uma mesma empresa. Porém, hoje em dia, já se entende que a produtividade é uma métrica mais eficiente nesse ponto.

É com esse novo conceito em mente que os millennials não se incomodam nenhum pouco em mudar constantemente de empresa — além de buscarem algumas particularidades, como vimos nos dois primeiros tópicos.

Ou seja, para aprender como lidar com a geração Y para reter esses talentos, uma empresa precisa repensar conceitos e desenvolver estratégias que sejam benéficas e atraentes para os dois lados.

Não fazendo isso, corre-se o risco de perder grandes profissionais para as organizações concorrentes.

4. Flexibilidade de horário

Grandes empresas, como o Google e a Microsoft, mostraram ao mundo que é possível ser bem-sucedido aplicando um horário de trabalho flexível — outro ponto em comum entre essas organizações é que, em sua maior parte, o quadro de funcionários é composto pela Geração Millenium.

Por isso, optar pela flexibilidade de horário é outro grande desafio do mercado em geral. Muitos empresários, principalmente fundadores da geração passada, acreditam que essa fórmula é pouco efetiva em termos de produtividade.

É exatamente esse choque de gerações que dificulta bastante a contratação e a manutenção dos millennials em determinadas empresas, fazendo com que essas marcas não consigam explorar novas ideias e atrair um novo perfil de cliente.

5. Liberdade para o uso de tecnologias

Em primeiro lugar, dificilmente um millenial permanecerá em uma empresa que não privilegia a inovação.

Além disso, essa nova geração cresceu junto com a tecnologia e a sua curiosidade e o conhecimento sobre novos equipamentos tecnológicos se tornou algo natural.

Por isso, é preciso algumas concessões para aprender como trabalhar com a geração Y.

Por exemplo, esses profissionais desejam ter livre acesso à internet, redes sociais, aplicativos, entre outros.

Proibir um millennial de estar em contato com ferramentas, as quais ele utiliza rotineiramente, é uma forma de desmotivá-lo quanto aos objetivos da empresa.

6. Comunicação aberta

Outro ponto de decisão para a Geração Millenium é o tipo de comunicação desenvolvida nas empresas.

Com o advento das redes sociais, os millenials aprenderam a expressar os seus pensamentos e opiniões de forma clara e sem restrição. É um conceito que eles carregam para diferentes âmbitos da vida, inclusive a profissional.

Ou seja, as empresas que, historicamente, não apresentam abertura para a comunicação direta entre líderes e colaboradores, com feedback positivo ou negativo, terão grandes dificuldades com a geração millenium.

Esses jovens querem opinar, expressar ideias, elogios e reclamações sem que haja algum tipo de retaliação por parte da gestão administrativa.

Já as organizações que entendem esse fator como uma das virtudes dos millennials, conseguem lidar com a geração Y no trabalho e extrair os benefícios mais aguçados desses profissionais.

7. Liberdade de escolha

Não é correto pensar que os millennials são insubordinados ou mesmo não respeitam hierarquia. Como qualquer profissional, eles entendem que existe uma cadeia de comando e ela deve ser seguida.

Porém, a geração millenium gosta de ser desafiada e, ao mesmo, espera uma liberdade por parte da empresa para que possam “pensar fora da caixa”.

Empresas que têm rotinas de trabalho engessadas e planejamentos inflexíveis dificilmente se adaptarão à filosofia dos jovens trabalhadores.

A liberdade para mudar o direcionamento de uma atividade, quando essa for a melhor escolha, é essencial para que um millennial se mantenha motivado dentro de um negócio.

Tirar essa possibilidade pode significar o início de uma grande rotatividade de trabalhadores.

Como reter a geração millenium na sua empresa?

Até esse ponto, você pôde concluir que existem grandes desafios para as empresas em relação à como lidar com a geração Y no trabalho e como reter os jovens millennials.

Porém, ao mesmo tempo, é possível que você se questione sobre a importância desses profissionais para o seu negócio.

Bem, segundo um relatório do Bank of América, em 2025, os millenials serão 75% da força de trabalho no mercado mundial. Ou seja, essa geração será responsável direta pela continuidade de vários negócios.

Além disso, estamos na era digital. Então, quem melhor para gerir a nova tecnologia se não os indivíduos que cresceram junto com ela?

Assim, é essencial se garantir e se adaptar à Geração Millenium. Algumas dicas nesse sentido são:

  • repensar conceitos ultrapassados e que não apresentam mais resultados significativos;
  • garantir o melhor ambiente de trabalho para os colaboradores;
  • praticar uma gestão voltada à inovação;
  • discutir ideias sobre liberdade de horário e comunicação;
  • não restringir o uso da tecnologia, mas adaptá-lo a seu favor.

Enfim, há muitos paradigmas que precisam ser quebrados para que as empresas consigam extrair todos os benefícios de se contar com a geração millenium seu no dia a dia.

Porém, o mais importante é que haja uma predisposição à mudança e a adaptação do novo mercado. Sendo assim, analise detalhadamente todas as informações e não corra o risco de ser ultrapassado pelos concorrentes.

E nada melhor para lidar com a geração Y no trabalho do que uma plataforma de Recursos Humanos eficiente para sua empresa? Conheça a Xerpa, o melhor software para RH do Brasil!

Com o nosso sistema você vai:

  • reduzir o tempo nos seus processos de admissão de desligamento de funcionários;
  • ter um processo mais claro e seguro;
  • evitar penalizações, multas ou qualquer risco relacionados à questões legais e gestão de informação da empresa.

A Xerpa é a única que entrega uma experiência incrível e ainda resolve o problema real que o cliente tem. Fale com um especialista e descubra como reduzir 30% dos custos do seu RH.

Achou o artigo interessante? Então não deixe de nos seguir nas redes sociais para ficar por dentro de todas as nossas novidades! Estamos no Facebook, no Twitter, no YouTube, no Instagram e no LinkedIn.

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *