Como juntar dinheiro rapido

Como juntar dinheiro rápido: 9 hábitos para botar em prática e economizar JÁ!

Quer saber como juntar dinheiro rápido? Essa atividade pode ser realizada, sim. É importante, apenas, que você tenha um bom planejamento e, principalmente, objetivos esclarecidos para que não caia nas tentações comuns que prejudicam o orçamento.

Para as metas em curto médio e longo prazos, você pode optar por realizar algumas das seguintes ações para aprender a juntar dinheiro rápido:

  1. Comece por separar e compreender todos os seus gastos;
  2. Crie uma meta específica de economia e poupança;
  3. Avalie as suas dívidas
  4. Corte os custos supérfluos;
  5. Registre todos os seus gastos;
  6. Construa um fundo emergencial;
  7. Encontre um bom modelo de investimento;
  8. Avalie a possibilidade de gerar renda extra;
  9. Aprenda como juntar dinheiro rápido ainda hoje.

Você sabia que o estresse financeiro existe, e é uma realidade que já impacta grande parte da população do país — considerando que 64,1% dos lares estão, em diferentes graus e medidas, endividados?

Por isso, independentemente do seu objetivo, é importante saber como planejar-se e evitar cair dentro dessa estatística tão perigosa. O que envolve seguir com esta leitura para aprender como juntar dinheiro rápido!

As dicas para juntar dinheiro rápido que apresentamos nos tópicos a seguir, mostram para você que o acúmulo de riquezas começa com:

  • disciplina;
  • objetivos;
  • muito foco no que você deseja.

Em seguida, algumas boas práticas de como guardar dinheiro rápido vão ajudar na orientação e execução dos elementos essenciais para a sua concretização!

Boa leitura, e aprenda conosco como juntar dinheiro rápido!

Como juntar dinheiro rápido? 9 dicas essenciais!

1. Comece por separar e compreender todos os seus gastos

Não é possível aprender como juntar dinheiro rápido sem entender, primeiramente, quais são os custos que você tem, ao longo do mês, em comparação com a sua renda.

Por isso, faça uma planilha ou elabore um exercício no papel e marque todos os custos fixos que você acumula. Custos fixos são:

  • aluguel e/ou condomínio;
  • prestações (como imóvel, eletrodomésticos, carros etc.);
  • contas (celular, internet, água e luz, entre outras).

Ou seja: tudo aquilo que vem recorrentemente fatiar um pouquinho do seu orçamento.

Em seguida, avalie os seus custos extras (ou variáveis), que são:

  • compras de supermercado;
  • saídas para um cineminha;
  • jantar fora;
  • novas roupas etc.

Tenha, no topo dessa lista, a sua renda.

Com base nisso, você consegue elaborar um projeto básico de como juntar dinheiro rápido a partir da ciência de quanto você pode consumir por meio da economia — reduzindo, por exemplo, o número de vezes que você costuma sair para comer.

2. Crie uma meta específica de economia e poupança

Com base no que vimos, você pode basear sua renda e custos para definir objetivos e estabelecer metas. Defina também uma quantia mensal que vai ser destinada à poupança — não ao investimento, mas ao ato de poupar.

Para começar, tente manter 10% de sua renda em economia — mas, se você conseguir apenas 1%, não há problema algum. Comece do jeito que conseguir: é importante começar, e então ajustar novas metas.

Depois, identifique quais são os seus objetivos para aprender como juntar dinheiro rápido.

Para isso, tenha metas em curto, médio e longo prazo para tê-las em foco e, assim, evitar que compras por impulso impeçam você de conquistá-las gradualmente.

3. Avalie as suas dívidas

Muitos brasileiros vivem no cheque especial e culpam as taxas e juros de suas parcelas como os grandes impeditivos para que eles comecem a entender como juntar dinheiro rápido.

Só que existem meios de contornar esse problema para que você sofra menos com as taxas e juros e comece a usar os seus recursos de maneira mais consciente.

Um exemplo: verifique a possibilidade de pagar uma compra à vista se o desconto conferir uma vantagem indiscutível — e se a aquisição não impactar a sua renda. Caso contrário, opte pela compra parcelada no cartão, enquanto você consegue poupar o valor à vista, em um mês, para fechar as outras contas.

O cheque e especial é mesmo uma armadilha financeira, então para escapar dos juros do cheque especial,  experimente trocar essa dívida por um empréstimo com taxas mais convidativas. Você está apenas substituindo dívidas, mas com um valor menor ao final das contas.

4. Corte os custos supérfluos

Essa questão vale um tópico próprio: lembra-se dos custos variáveis? Pois então, hora de colocar a mão na consciência e descobrir quais custos podem ser evitados para que você alcance seus objetivos de juntar dinheiro rápido e alcançar outras metas do seu planejamento financeiro. Só assim você vai conseguir fazer uma gestão financeira estratégica pessoal.

Para não abrir mão de tudo de uma só vez, faça uma média desses custos e procure racioná-lo no mês seguinte, equilibrando-os com as suas metas em curto, médio e longo prazo — e sem estourar o seu orçamento e meta estipulada para poupar mensalmente, é claro.

5. Registre todos os seus gastos

Até para fortalecer a dica anteriormente citada, uma boa maneira de aprender como juntar dinheiro rápido consiste em ter aquela planilha sempre à mão. Assim, você sabe antecipadamente quanto pode gastar.

Por exemplo: vai sair para tomar uma cerveja? Analise a sua planilha e calcule quanto você pode gastar sem comprometer os outros objetivos financeiros do mês.

Ao registrá-los, posteriormente, você consegue ter mais controle sobre a sua saúde financeira, garantindo mais bem-estar e menos estresse com as contas acumuladas no final do dia.

6. Construa um fundo emergencial

Essa á uma das razões para você aprender a juntar dinheiro. É difícil, sabemos, mas procure guardar uma quantia mínima que seja, para emergências. Afinal de contas, imprevistos podem acontecer a qualquer momento, e eles podem levar tanto as suas economias quanto a sua renda necessária para arcar com as despesas fixas.

Por sua vez, com essa pequena reserva, você tem mais flexibilidade e segurança para enfrentar os problemas sem recorrer ao cheque especial ou qualquer outro tipo de modalidade de empréstimo.

7. Encontre um bom modelo de investimento

Para aprender como juntar dinheiro rápido e encontrar o modelo de investimento ideal é preciso que você:

  • conheça os seus objetivos;
  • saiba o que cada tipo de investimento pode fazer por você;
  • identifique qual é o seu perfil.

Com isso tudo em mente, você consegue diagnosticar o melhor tipo  de investimento para que a sua renda valorize, continuamente, e fortaleça os seus investimentos.

Consequentemente, você pode alcançar as metas com mais facilidade, segurança e com um acréscimo constante nas contas — o que serve como um poderoso elemento motivacional.

8. Avalie a possibilidade de gerar renda extra

Entre 2007 e 2017, o Brasil quase triplicou no número de empreendedores — e isso vale tanto para quem deu um salto para o negócio próprio quanto na busca por renda extra.

Procure saber como as suas habilidades, competências e conhecimentos podem ser agregados, no seu tempo livre, para a realização de suas metas financeiras. Quem sabe que, ao aprender como juntar dinheiro rápido, você não dá o primeiro passo para encontrar o trabalho dos seus sonhos?

9. Aprenda como juntar dinheiro rápido ainda hoje

Nossa última dica para juntar dinheiro rápido, é também a mais imediata: comece agora!

Evite as desculpas e as crises. Siga os passos:

  • calcule a sua renda e gastos;
  • avalie o que pode ser cortado;
  • identifique oportunidades de valorizar o seu orçamento atual e também para gerar mais dinheiro.

Pode ser que você não tenha grandes decisões, inicialmente, mas você começou. E esse é o passo elementar para que quer aprender como juntar dinheiro rápido.

Deixamos você com alguma dúvida ou não respondemos alguns dos desafios que você mais enfrenta para entender como juntar dinheiro rápido? Então, compartilhe a sua opinião conosco, no campo de comentários logo abaixo!

Se você é empreendedor ou gestor de uma empresa já pensou que os problemas financeiros de seus colaboradores podem afetar diretamente o rendimento deles no dia a dia do trabalho? Para evitar esse tipo de situação você pode criar um programa de bem estar financeiro na empresa.

Investir em ferramentas e estratégias inovadoras, como o salário sob demanda, é uma das ações relevantes que vão ajudar seus colaboradores a não entrarem no vermelho. Junto a isso ele também auxilia sua empresa a implementar uma gestão financeira estratégica.

Conheça também o Xerpay é uma ferramenta da Xerpa que oferece salário sob demanda. Ao se cadastrarem no sistema, os seus colaboradores podem sacar seus pagamentos quando quiserem de forma simples e instantânea. Descubra porque a empresa investir mais em programas de bem-estar financeiro? Boa leitura!

 

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.