Como fornecer o adiantamento salarial?

O adiantamento salarial é um assunto vago quando questionado perante a lei da CLT. Uma vez que não existem regras específicas em relação a esse assunto e sobre como fornecer o adiantamento salarial.

O tema é citado apenas no artigo 462 da CLT que prevê a possibilidade de descontos no salário em caso de algum tipo de adiantamento, seja ele espontâneo ou solicitado.

Com isso, surgem diversas dúvidas para os empregadores sobre como fornecer o adiantamento salarial corretamente. Já que atualmente existem diversos modelos como os chamados “vales” e o salário sob demanda, por exemplo.

Se não há uma lei específica sobre como fornecer o adiantamento salarial, como as empresas devem proceder? Neste artigo traremos respostas para as principais dúvidas sobre o assunto. Boa leitura!  

O que é adiantamento salarial

O adiantamento salarial é um benefício oferecido pelas empresas, com o objetivo de apoiar os colaboradores que precisam do dinheiro antes da data de pagamento. Não é uma concessão obrigatória, mas serve como estratégia para retenção de talentos.

Como não existe uma obrigatoriedade sobre como fornecer o adiantamento salarial, é comum que os acordos sejam feitos por meio de convenções coletivas e sindicatos.

Confira a menção ao adiantamento salarial feita no artigo 462 da CLT:

“ Ao empregador é vedado efetuar qualquer desconto nos salários do empregado, salvo quando este resultar de adiantamentos, de dispositivos de lei ou de contrato coletivo.”

Entenda como funciona o adiantamento salarial

Pensando nas dúvidas que podem surgir, separamos algumas regras do adiantamento salarial. Confira a seguir:

Quem tem direito a utilizar o adiantamento salarial?

Se o adiantamento salarial estiver previsto na política da empresa, esse benefício deve ser oferecido a todos os empregados, sem restrição por cargos ou setores.

Existe valor máximo no adiantamento salarial?

Normalmente, o valor do adiantamento salarial não pode ultrapassar 40% da remuneração do colaborador. Supondo que um trabalhador tenha a remuneração de R$ 1000 e trabalhou 30 dias no mês, o seu adiantamento será equivalente a R$ 400.

Como calcular o adiantamento salarial?

A base de cálculo do adiantamento salarial é feita a partir das seguintes informações:

  • Salário;
  • Percentual, que pode chegar a 40%;
  • Dias trabalhados;
  • Número de dias do mês.

O cálculo deve ser efetuado como no modelo a seguir:

Salário multiplicado pelo percentual máximo de adiantamento, dividido pelos dias do mês e multiplicado pelo número de dias trabalhados. O resultado obtido será referente ao valor do adiantamento.

Vamos considerar o mesmo trabalhador citado no tópico anterior, com o mesmo salário e o mesmo período trabalhado. Então:

 R$ 1000 x 40% / 30 x 30 = R$ 400

Se o colaborador não trabalhar o mês cheio, seja em caso de admissão ou retorno de férias, basta usar a mesma fórmula, substituindo o número de dias trabalhados no mês

Como deve ser pago o adiantamento salarial?

Por não haver nenhuma exigência da CLT, as empresas podem escolher o dia para pagar o adiantamento salarial ao colaborador. Contudo, na maioria das vezes, esse tipo de pagamento é feito na última quinzena do mês.

São necessários quantos dias trabalhados para receber o adiantamento salarial?

Sim e não. Na verdade, ele precisa ter trabalhado ⅓ do mês. Seguindo a lógica da resposta anterior, vamos supor que o funcionário tenha trabalhado o equivalente a 10 dias de um mês que tem 30. Por esse motivo, ele tem direito a receber antecipadamente até um terço (33%) do seu ordenado mensal. 

Atenção: assim que realizado, o pagamento da quantia deve ser discriminado na folha de pagamento. Ou seja, o adiantamento de salário deve constar no holerite.

Modelos de adiantamento salarial

Para sua empresa saber como fornecer o adiantamento salarial, separamos quatro dos mais utilizados no mercado atual. Confira quais são eles e descubra como eles funcionam. 

Salário sob demanda

51% dos brasileiros optam por algum tipo de empréstimo para conseguir quitar contas do cartão de crédito, parcelas do carro, casa e impostos em geral, segundo o Google Survey.

Diante disso, muitas empresas, pensando na diminuição do estresse financeiro de seus empregados, passaram a oferecer uma proposta inovadora de adiantamento salarial.

O chamado salário sob demanda dá aos colaboradores autonomia para retirar parte do seu pagamento em qualquer momento do mês. Isso significa que o colaborador recebe uma parte do valor, conforme os dias trabalhados.

Dessa maneira a sensação de que o mês não acaba nunca diminui, uma vez que o profissional terá dinheiro para pagar suas contas. Essa ação aumenta, inclusive, a motivação e a gratidão do colaborador perante a empresa.

Xerpay: a melhor opção do salário sob demanda

A Xerpa oferece um software de gestão, o Xerpay, que permite o gerenciamento do modelo de salário sob demanda de forma rápida e eficaz. Por meio dessa ferramenta inovadora, o colaborador solicita o adiantamento salarial através de um aplicativo e, em até uma hora, o dinheiro está disponível na conta cadastrada.

Com o benefício do salário sob demanda, via Xerpay, de forma comprovada, existe um aumento de:

  • 10% na retenção de talentos;
  • 20% na produtividade dos colaboradores;
  • 100% na atração de novos profissionais no mercado.

Vale de 40%

O vale é um dos modelos de como fornecer o adiantamento salarial mais comuns no mercado. Por intermédio dele, a empresa disponibiliza parte do salário, aos colaboradores que optarem por esse benefício, em uma data pré-definida.

O valor do adiantamento, que costuma ser de até 40%, é pago em espécie ou via depósito normalmente entre os dias 15 e 20 de cada mês.

Empresas que adotam os vales como adiantamento salarial precisam necessariamente de muita organização e planejamento. Isso porque será necessário fazer contas complexas envolvendo valores e porcentagens mensalmente. 

Vales de menos de 40%

Além dos vales que compõem 40% do salário do colaborador, existem alguns com valores menores que esses. 

Como já dissemos, não existe uma lei específica que delimita a porcentagem do adiantamento. Portanto, se houver um acordo entre o empregado, empregador e o sindicato da classe, essa porcentagem pode ser reduzida.

É claro que decisões como essa devem fazer parte da política de adiantamento salarial da organização, para que não haja dúvidas ou problemas trabalhistas futuros. É obrigação da empresa ser transparente sobre o funcionamento desse benefício.

Cartão multibenefícios

Outro modelo viável sobre como fornecer o adiantamento salarial vem por meio do cartão multibenefícios. 

Chamado também de ferramenta convênio ele é um cartão onde a empresa deposita determinado valor em que o colaborador pode utilizar em despesas médicas e domésticas.

A ideia nesse caso é contribuir para que o empregado consiga controlar melhor seu dinheiro para coisas realmente necessárias, funcionando quase como um educador financeiro.

Inclusive, uma das características dos colaboradores que aderem  ao cartão multibenefícios é ter um controle maior sobre suas finanças, evitando gastos supérfluos.

Conheça a Xerpa

O papel da Xerpa no mercado de trabalho é desburocratizar a relação entre o empregado e o empregador de forma moderna e eficaz. Por isso, a Xerpa oferece softwares de gestão de pessoas que podem reduzir em até 30% os custos do RH.

Soluções como o Xerpay, focado em salário sob demanda, reduz a burocracia dos processos, além de permitir ao RH maior tempo para se dedicar às ações estratégicas na gestão de pessoas.

Deseja alavancar seus resultados? Conte com um time de especialistas para atender as necessidades da sua empresa.

Use o adiantamento salarial e fique a frente dos concorrentes

Conhecer as diretrizes de como fornecer o adiantamento salarial pode ser um grande diferencial de mercado. Dado que esse benefício pode criar uma relação de confiança e gratidão entre empresa e empregado.

Além disso, o adiantamento salarial pode também ser uma forma de flexibilizar e diminuir a burocracia na relação entre a empresa e o funcionário. 

Principalmente se a organização apostar em softwares de gestão, como Xerpay, que são capazes de aumentar a produtividade dos colaboradores, reduzir o estresse financeiro e potencializar o engajamento.

Pois assim, sua empresa conseguirá usar o adiantamento salarial como uma ferramenta estratégica capaz de atrair e reter novos talentos para a empresa. 

Desejar conhecer a melhor ferramenta para fornecer o salário sob demanda? Assista ao vídeo abaixo e conheça mais sobre o app de salário sob demanda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira outros artigos que você pode se interessar