Controlar os custos e gastos da empresa, de maneira eficiente, é essencial para quem quer sobreviver a um mercado que enfrenta crises constantemente. Nesse cenário aprender como fazer um orçamento empresarial se tornou parte essencial do planejamento financeiro empresarial.

Fazer com que a empresa cresça de forma estratégica, e principalmente saudável, exige sempre uma análise minuciosa das entradas e saídas, também conhecida como gestão de fluxo de caixa. Cada detalhe é relevante para a estabilidade do negócio.

Portanto, aprender como fazer um orçamento empresarial impacta diretamente no crescimento da organização. Isso porque, com esse planejamento, os gastos são feitos de forma mais responsável já que todo o plano girará em torno de um orçamento ideal.

Fazer um orçamento empresarial depende de algumas etapas, e neste artigo preparamos um passo a passo para que sua empresa saiba como mapear despesas, investimentos, receita e etc.

Siga em frente na leitura do post e bom aprendizado!

O que é orçamento empresarial?

O orçamento empresarial é um planejamento, organizado em documento ou por meio de ferramentas tecnológicas, que reúne informações financeiras das empresas.

Ao aprender como fazer um orçamento empresarial as organizações ampliam o controle referente às suas receitas, lucros e despesas. 

Dessa forma, é possível definir uma perspectiva de mercado para a organização. Pois assim, concretamente o gestor terá em mãos os custos fixos e variáveis para determinar os passos que a empresa pode dar.

Sem contar que ao criar um orçamento empresarial, a empresa consegue ter um apoio na redução de custos e na otimização dos processos. Facilitando a gestão de metas e criação de objetivos que estejam dentro da saúde financeira da empresa.

>> Neste livro digital você descobrirá todos os passos para criar um programa de bem-estar financeiro que engaje todos os colaboradores (e você também)! Clique aqui e acesse agora mesmo.

Como fazer um orçamento empresarial?

Para fazer um orçamento empresarial existem etapas que são essenciais para que o gestor consiga reunir o máximo de informações possíveis sobre a empresa.

Cada detalhe é extremamente relevante no diagnóstico financeiro da organização. Para ajudar você nesse desafio, montamos um passo a passo de como fazer um orçamento empresarial.  Confira!

1. Faça um diagnóstico da empresa

É impossível criar um orçamento empresarial eficaz se a empresa não conhece sua realidade. Por isso, o primeiro passo é criar um diagnóstico empresarial.

Isso consiste, principalmente, em colocar na mesa todos os:

  • gastos;
  • lucros;
  • investimentos;
  • tributações do ano atual e de anos anteriores.

Com isso, é possível criar um verdadeiro guia, com informações concretas e relevantes sobre a realidade financeira da empresa.

Esse é um momento crucial para elencar todos os dados possíveis, para que a partir daí, os gestores possam tomar decisões mais assertivas para o negócio.

2. Mapeie as despesas

Conseguir prever os passos que a empresa pode dar diariamente, abre um grande cenário de oportunidades para seu crescimento. Sendo assim, ao fazer um orçamento empresarial o mapeamento de despesas é crucial.

Dentro desse levantamento precisam conter informações referentes aos custos operacionais e pessoais.

Ou seja, é preciso colocar no papel quanto se gasta com maquinário mensalmente, por exemplo, e o custo de um funcionário.

Crie uma lista com despesas fixas, como telefone, internet, tributos, salários, e variáveis, como transporte, consertos de eletrônicos, impressões, freelancers.

Ao mensurar cada detalhe dessas despesas, a empresa consegue visualizar melhor o cenário e criar alternativas para reduzir seus custos.

Fora que, com esse mapeamento de despesas, é possível acompanhar tudo de mais perto e fazer as devidas correções e cortes quando necessário. Impedindo, por exemplo, que a empresa gaste além do que pode.

3. Projete os investimentos

Projetar os tipos de investimentos é outro passo importante para criar um orçamento empresarial eficaz para a empresa.  Os objetivos da organização precisam ser claros, para que assim a organização não pule etapas.

Isso depende muito do investimento, de quanto a empresa pode gastar e qual será a fonte de recursos para os determinados períodos. O capital de giro e o capital de caixa da organização precisam ser estabelecidos de forma consistente.

Dessa forma, a empresa consegue medir com maior exatidão:

  • os riscos de investimento;
  • liquidez;
  • a rentabilidade.

Assim, é possível prever, inclusive, em quanto tempo a empresa começará a ter lucros a partir daquele investimento. Baseado-se em números concretos que fazem parte de como fazer um orçamento empresarial.

4. Mensure sua receita

Calcular o lado positivo das contas e saber a real situação da empresa é fundamental ao fazer um orçamento empresarial, e por isso a receita é tão importante.

A receita nada mais é do que o dinheiro gerado pelos serviços oferecidos e produtos vendidos pela empresa.

São benefícios econômicos que aumentam o ativo patrimonial da organização.

Ter conhecimento sobre os valores ganhos permite aos gestores uma visão maior em relação ao que vem dando certo e o que não.

Assim, as decisões de investimento em produtos e serviços a serem oferecidos no mercado podem ser mais assertivas. Permitindo ainda um controle mais exato sobre a saúde financeira e o futuro da empresa no mercado.

5. Defina os objetivos e metas da organização

Estabelecer as metas da empresa e os seus objetivos deve fazer parte da realidade de qualquer organização do mercado. É impossível obter bons resultados se sua empresa não sabe onde quer chegar. Sendo assim, fazer um orçamento empresarial pode ajudar nesse caminho.

Após ter em mão todas as informações e dados oriundos da análise das finanças da empresa, a definição dos objetivos fica mais fácil.

Isso porque o gestor saberá exatamente:

  • onde pode pisar;
  • quanto pode investir;
  • o que tem à disposição;
  • quais despesas precisam ser cortadas.

No entanto, é primordial que as metas e objetivos sejam reais.

Vislumbrar o que está acima do que sua empresa pode pagar, no momento, pode colocá-la em crise ou até mesmo levá-la à falência. O ideal é dar um passo de cada vez. Tendo em mente que a estrutura e os recursos que você tem à disposição precisam ser respeitados.

6. Escolha a melhor ferramenta para sua realidade

Para criar um orçamento empresarial a empresa precisa também definir qual tipo de ferramenta será utilizada para possibilitar esse controle gerencial das finanças.

O planejamento pode ser feito de forma manual, em planilhas de excel, por exemplo, ou de forma mais automatizada por meio dos softwares de gestão. Abaixo vamos citar algumas ferramentas tecnológicas que podem lhe ajudar a criar um orçamento empresarial:

  • Conta azul: é uma ferramenta de gestão financeira em nuvem que permite desde um controle financeiro, fluxo de caixa e vendas até a emissão de relatórios, boletos e notas fiscais;
  • QuickBooks ZeroPaper: mais simples do que o Conta Azul, o Quick é recomendado para pequenas e médias empresas e permite que o gestor controle as despesas, faturas, vendas e pagamentos em um único lugar. Possui acesso via PC, tablet ou smartphone;
  • Myfinance: uma plataforma que tem o objetivo ser extremamente minuciosa e dinâmica na inserção de informações que vão desde o fluxo de caixa, planejamento orçamentário até conciliação bancária. Automatizando o processo de contas a pagar e receber;
  • Nibo: um gerenciador financeiro que promete otimizar e automatizar as tarefas burocráticas em relação a finanças. O Nibo oferece um painel de acompanhamento, onde o gestor pode visualizar de perto todo o planejamento orçamentári – da criação de relatórios gerenciais, fluxo de caixa à integração com a contabilidade.

O mercado oferece diversas ferramentas de gestão e, para quem tem a oportunidade de investir, as plataformas tecnológicas aparecem como um divisor de águas na:

  • diminuição das burocracias;
  • otimização do tempo;
  • agilidade dos processos.

Criar um orçamento empresarial é obrigatório

Aprender como fazer um orçamento empresarial não é mais opcional, mas é obrigatório para empresas que buscam se destacar na conquista de resultados satisfatórios.

E não só isso, ao criar um orçamento empresarial as decisões referentes ao futuro da empresa se tornam mais transparentes e assertivas.

É imprescindível, no entanto, que antes de fazer um orçamento empresarial, a empresa siga alguns passos para que o planejamento se torne eficaz. Ao longo do artigo citamos alguns deles para te ajudar nesse desafio.

Pontos que vão desde ao mapeamento de despesas, receitas e investimentos, até a definição de metas e objetivos. Cada informação proveniente dessas análises são essenciais para se elaborar um orçamento empresarial da forma correta.

Você também pode melhorar os resultados financeiros da sua empresa empresa cuidando da saúde financeira dos seus colaboradores.  Isso aumenta a produtividade, melhora o ambiente de trabalho, além de reduzir a rotatividade de funcionários (reduzindo custos significativos). Tudo isso impacta diretamente em seus resultados financeiros.

Xerpay é uma ferramenta da Xerpa que oferece salário sob demanda. Ao se cadastrarem no sistema, os seus colaboradores podem sacar seus pagamentos quando quiserem de forma simples e instantânea.

O Xerpay já trouxe resultados para diversas empresas como:

  • 10% de aumento de retenção de talentos;
  • 20% de melhoria da produtividade dos colaboradores;
  • 100% de aumento de atração de candidaturas às novas vagas.

Conheça mais sobre o Xerpay e agregue mais esse benefício para a equipe da sua empresa.

Agora, para complementar o que vimos ao longo deste post, que tal conferir os grandes benefícios que você pode ter, no seu dia a dia corporativo, se a empresa investir mais em programas de bem-estar financeiro? Boa leitura!

Gostou do nosso artigo? Fique ligado nas nossas redes Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn e não perca nossos conteúdos diários sobre gestão e RH.

E você tem feito um planejamento financeiro da sua empresa periodicamente? Deixe um comentário no post para nós e conte quais estratégias você tem utilizado.