como evitar o turnover

Conheça 9 estratégias e saiba como evitar o turnover

Saber como evitar o turnover é uma das maiores preocupações do RH das empresas. Isso porque a alta rotatividade de funcionários traz diversos problemas, afeta a produtividade, gera custos e prejudica o desenvolvimento da organização.

Algumas ações podem ser colocadas em práticas para aumentar a retenção dos colaboradores e evitar esses problemas, fortalecendo o employer branding.

Neste post, vamos mostrar quais práticas podem ser implantadas para aumentar a motivação e engajamento dos trabalhadores. Acompanhe!

 

Definição de turnover

O turnover mede a rotatividade dos funcionários, relacionando a quantidade de demissões e de admissões em determinado período.

O acompanhamento desse índice é fundamental para identificar problemas internos. Dentre eles estão questões com o clima organizacional e da ligação entre colaboradores e empresa.

>> A Xerpa criou um livro digital que aborda tudo sobre o turnover e quais as principais ações para reduzi-lo! Basta você clicar aqui e você irá acessá-lo agora mesmo ????

 

Saiba como evitar o turnover

Uma organização que registra altos índices de turnover começa a enfrentar diversos problemas em relação à sua imagem e qualidade de processos. Sugerimos algumas práticas que vão ajudar a conter o problema.

 

1. Implante um plano de carreira

É natural que durante uma entrevista, o colaborador pergunte sobre planos de carreira. Isso porque o crescimento na vida profissional é um dos aspectos mais valorizados pelos talentos.

Afinal, um bom trabalhador costuma se dedicar para aumentar seus conhecimentos e apresentar um bom desempenho para que tenha chances palpáveis de alcançar cargos maiores.

Ignorar isso é abrir espaço para que os seus funcionários abandonem a empresa em busca de oportunidades de crescimento em outras corporações. O que afeta diretamente o índice de turnover.

 

2. Invista em benefícios

A remuneração de um funcionário não se limita apenas ao salário.

Os benefícios também são importantes para compor a renda, e nem sempre isso significa que a empresa vai ter um custo muito maior.

O RH pode fazer parcerias com academias e instituições de ensino e obter descontos nas mensalidades para os seus colaboradores, por exemplo.

Outra possibilidade é estudar a flexibilização de horário, que pode não impactar nos ganhos dos funcionários, mas certamente vão melhorar a sua qualidade de vida.

>> Neste livro digital oferecemos excelentes dicas para a sua empresa construir uma Carteira de Benefícios competitiva. Clique aqui e baixe agora mesmo!

 

3. Priorize a valorização profissional

Oferecer oportunidades de crescimento é fundamental para reter os melhores funcionários.

Além do plano de carreira que já abordamos acima, a empresa pode pensar em programas de desenvolvimento que ajudem a capacitar os seus contratados.

Esse tipo de investimento ajuda não só a trazer as habilidades necessárias para o alcance das metas, mas atua de maneira poderosa no sentimento de valorização individual.

O trabalhador percebe que não é apenas um número para a organização e tende a ser mais engajado nas suas atividades e comprometido com os resultados.

 

4. Faça contratações direcionadas

As contratações equivocadas são uma das principais causas de um alto índice de rotatividade na empresa.

Saber como evitar o turnover requer que o RH saiba também como contratar corretamente.

Por isso, é tão importante ter bem claro qual é a cultura organizacional. Por meio dela, é possível identificar o perfil de profissional que vai se encaixar melhor nas práticas da empresa.

Além disso, é importante identificar corretamente as habilidades técnicas necessárias para a ocupação do cargo, fazer entrevistas aprofundadas, testes psicológicos e dinâmicas para entender se o candidato realmente vai conseguir se adaptar bem na empresa, evitando um desligamento a curto prazo.

 

5. Abra espaço para a negociação de salários

A alta rotatividade nem sempre é causada pelos salários. Mas é indispensável que a empresa mantenha pelo menos os valores trabalhados no mercado.

Assim, isso deixa de ser um ponto tão preocupante, e o funcionário que receber novas propostas vai avaliar outros fatores como clima organizacional, benefícios etc.

Porém, de tempos em tempos o RH pode avaliar a atuação e o histórico dos profissionais e considerar um reajuste salarial para aqueles que têm demonstrado maior empenho.

Esse reconhecimento não só vai aumentar a motivação, como impactar de maneira positiva o employer branding.

 

6. Priorize o bem-estar dos funcionários

Funcionários satisfeitos dificilmente vão procurar por outras oportunidades no mercado de trabalho.

Essa satisfação vai além da remuneração e passa por um ambiente agradável, pela qualidade de relacionamento entre os profissionais e pela abordagem da liderança com os profissionais.

As empresas que valorizam o bem-estar dos seus colaboradores procuram dar as melhores condições possíveis de trabalho, o que ajuda mantê-los engajados.

Dificilmente um funcionário vai deixar uma organização em que sabe que é valorizado e atua com satisfação por outras propostas.

>> Uma das propostas do bem-estar no trabalho é promover a qualidade de vida na empresa! Pra isso, criamos um e-Book recheado de dicas para criar um programa de qualidade de vida na sua empresa. Clique aqui e acesse agora mesmo!

 

7. Oriente os gestores

Ter uma pessoa em posição relevante na empresa, mas que não sabe como liderar pessoas é um grande problema para as equipes.

As organizações precisam orientar seus líderes a terem a abordagem correta na gestão, sabendo ouvir os funcionários e lidar com conflitos.

Mesmo que a corporação dê excelentes condições de trabalho, quando um líder não consegue inspirar, motivar e coordenar, os colaboradores podem se sentir impelidos a procurar um novo trabalho.

Vale a pena investir na formação desses gestores, para que por meio da formação ideal. Desta forma, eles conseguirão levar as equipes a alcançarem resultados melhores.

 

8. Trabalhe a comunicação interna

É importante que os funcionários sintam que são importantes para a empresa, tratados como pessoas competentes e não apenas como números ou engrenagens de uma máquina.

Para isso, a organização deve investir em uma comunicação interna consistente. Ela deve manter sempre transparência nas mudanças e tomadas de decisão.

Outro ponto importante é dar espaço para que os colaboradores tragam sugestões, participem ativamente dos processos e possam se manifestar quando não concordarem com as políticas internas.

 

9. Implante as avaliações de performance

As avaliações de performance são uma excelente ferramenta para acompanhar o desenvolvimento dos profissionais e ajudar a desenvolver as competências que ainda faltam.

Elas servem não só para alinhar as habilidades com as metas corporativas, mas também contribuem para o desenvolvimento dos profissionais.

Para que tragam resultados, os gestores devem acompanhar essas avaliações com feedbacks que priorizem a empatia e a valorização dos colaboradores.

Esse tipo de prática faz com que o empregado saiba que é importante para a empresa e estreita a sua ligação com a liderança, aumentando o engajamento. O colaborador entende que aquele espaço valoriza e estimula o seu crescimento.

Saber como evitar o turnover é essencial para os CEOs e para o RH das organizações.

Os programas de retenção dos funcionários impactam diretamente os orçamentos corporativos e a qualidade do atendimento aos clientes.

Com as ações que propomos neste artigo, você pode repensar a política de relacionamento com os funcionários e promover mudanças significativas.

 

Aproveite para seguir os nossos perfis no Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin e receber mais informações que vão ajudar na gestão de pessoas.

Powered by Rock Convert

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.