como-cuidar-saude-mental-trabalho

Como cuidar da saúde mental no trabalho: 4 iniciativas para empresas

Na empresa onde você trabalha o setor de RH tem políticas de como cuidar da saúde mental no trabalho?A saúde mental no ambiente de trabalho tem relação imediata com:

  • a produtividade;
  • o engajamento;
  • a motivação dos colaboradores em crescerem na organização

Esses são os grandes motivos pelos quais os RHs têm se preocupado com a questão entre saúde mental e trabalho, lidando mais e mais com conceitos como o que é ter qualidade de vida no trabalho.

A consciência da saúde mental no trabalho explodiu, ao longo dos últimos cinco anos. As publicações online, por exemplo, têm dedicado muito espaço sobre o assunto.

E com razão: a saúde mental dos colaboradores, antes tabu, já se tornou uma constante para as pessoas que tiveram a saúde mental no trabalho impactada e que agora desejam superar as barreiras impostas em suas rotinas.

Vale destacar que nenhum funcionário quer dar a impressão de que está sobrecarregado ou que não pode lidar com as responsabilidades do trabalho.Tampouco quer sentir-se menos do que os outros ou ter um tratamento diferente por conta de um problema pessoal.

Então, como lidar com esse problema crescente e com a necessidade por uma solução qualitativa para a promoção da saúde mental no trabalho?

Neste post, vamos discutir todas essas questões e iniciativas de como cuidar da saúde mental no trabalho. Confira!

Dados sobre saúde mental e qualidade de vida no trabalho

Problemas de saúde mental no ambiente de trabalho têm um extraordinário impacto econômico global. De acordo com um relatório de setembro de 2017 conduzido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a saúde mental custa à economia global cerca de US$ 1 trilhão por ano em perda de produtividade.

O tema não deveria ser novidade para muitos especialistas de RH, já que os distúrbios do nosso bem-estar mental e emocional afetam a capacidade de realizar o trabalho de forma adequada e eficiente.

Isso, por sua vez, afeta o tempo, os recursos e, finalmente, a harmonia no ambiente de trabalho — seja nas relações e comunicação interpessoal ou no desempenho individual que afeta a produtividade geral de uma empresa.

Muitas organizações tentam, indiretamente, medidas de como cuidar da saúde mental no trabalho, oferecendo pacotes de benefícios destinados a tornar a empresa mais divertida e convidativa, como comida gratuita, salas de jogos e outros atrativos.

Acontece que enquanto as mesas de pingue-pongue e a oferta gratuita de refrigerante tornam a vida no escritório mais divertida, elas não fornecem o suporte adequado de saúde mental dos colaboradores que realmente falta.

O Center for Prevention and Health estima que os problemas de doença mental e abuso de drogas custam aos empregadores entre US$ 79 e US$ 105 bilhões por ano — e isso somente nos Estados Unidos.

Portanto, em vez de procurar por soluções mirabolantes para manter os funcionários distraídos da realidade da vida no escritório, as organizações devem se concentrar em estabelecer, primeiro, a cultura correta de suporte e, em seguida, descobrir quais vantagens extras seus funcionários desejam — e necessitam.

Como cuidar da saúde mental no trabalho

saude-mental-ambiente-trabalho

Preocupar-se não é o suficiente. Para garantir que a sua rotina corporativa não está influenciando ou contribuindo para agravar a baixa qualidade da saúde mental no trabalho, que tal assumir a dianteira e ser um elemento agregador na solução desses agravantes?

Para isso, reunimos algumas ideias de como cuidar da saúde mental no trabalho que podem fazer toda a diferença na valorização dos seus recursos humanos. Confira!

1. Dias dedicados à saúde mental

As organizações preferem muitas vezes que os colaboradores unam os seus dias pessoais com o período de férias.

Só que os dias pessoais refletem justamente a necessidade que as pessoas têm em:

  • conciliar o tempo da família;
  • resolver os seus problemas particulares;
  • descansar para recarregar as energias.

Por isso, a sua empresa pode assumir como um primeiro passo, o rompimento desse estigma fornecendo alguns dias dedicados à saúde mental e qualidade de vida no trabalho.

E sabe como fazer isso? Comece reunindo o RH para considerar um comunicado geral para a empresa, explicando o quanto a organização valoriza o bem-estar emocional dos funcionários.

Depois, procure oferecer um benefício de garantir a eles auxílio, compreensão e orientação caso precisem de um auxílio em sua saúde mental — como a procura por um tratamento profissional sobre o assunto.

2. Garanta o bem-estar emocional no ambiente de trabalho

Outra iniciativa de como cuidar da saúde mental no trabalho é criar campanhas para envolver os colaboradores como:

Além disso, essas ações podem ser complementadas com:

  • a orientação ou promoção de uma alimentação saudável;
  • exercícios e atividades de formação;
  • integração de equipes.

Isso tudo contribui, direta e indiretamente, com a qualificação da saúde mental no trabalho.

Sem falar que são medidas capazes de ajudar a criar uma cultura organizacional focada na qualidade de vida dos colaboradores — o que gera, consequentemente, uma percepção de marca interna e externa mais valiosa.

Leia mais sobre este tema no post: 4 exemplos de programas de qualidade de vida nas empresas

>> Uma das propostas de promover saúde mental no ambiente de trabalho é promover a qualidade de vida na empresa! Para isso, criamos um e-book recheado de dicas para criar um programa de qualidade de vida na sua empresa. Clique aqui e acesse agora mesmo!

3. Fornecimento de tratamentos dentro da empresa

Essa é uma tendência de como cuidar da saúde mental no trabalho mais comum em empresas de grande porte e com uma cultura organizacional já profundamente disseminada internamente. Trata-se da viabilidade de tratamentos de assistência internamente.

Ou seja: serviços de orientação ou mesmo de acompanhamento psicológico para que os colaboradores tenham, de imediato, uma orientação precisa para que possam cuidar da saúde mental no trabalho — e fora dele, inclusive.

Isso também beneficia aqueles que precisam de ajuda profissional, mas não podem alcançá-la por uma série de motivos, como a falta de tempo ou as longas distâncias até esses serviços.

Desde que sejam tratados com a maior confidencialidade, o tratamento no local envia uma mensagem aos funcionários de que seu bem-estar é realmente valioso e incentivado.

4. Estabeleça a comunicação aberta entre os líderes e os seus funcionários

Vale destacar que a promoção da saúde mental no ambiente de trabalho também pode ser efetuada com ações simples, mas de grande impacto: a comunicação eficiente, aberta e transparente é um bom exemplo.

Que tal programar check-ins regulares e incentivar discussões ponderadas para estabelecer a confiança e a comunicação da cultura positiva no local de trabalho?

Essa pode ser uma linha tênue para muitos gestores, mas o treinamento e capacitação de funcionários permite que eles façam isso com naturalidade e enxerguem os benefícios disso.

Por exemplo: eles passam a conhecer seus funcionários em um nível mais próximo e individual, passam a observar sinais de mudanças positivas nessa relação e, consequentemente, na rotina de trabalho.

Portanto, com os líderes da empresa aprendendo mais e compreendendo os seus funcionários, eles podem abrir linhas de comunicação que trazem questões desconhecidas à luz.

Ao fazer isso, encontram soluções que ajudam na saúde mental no trabalho e, ao mesmo tempo, estabelecem confiança e fidelidade de funcionário.

A chave aqui é assegurar aos colaboradores que nenhum julgamento será feito. As organizações, inclusive, podem — e devem oferecer tranquilidade e encorajamento ao serem transparentes sobre o programa de desenvolvimento de líderes em torno do assunto.

Saúde mental no trabalho gera engajamento de funcionários

Em um estudo realizado em 2015 pela National Alliance on Mental Illness of Massachusetts percebeu-se que pelo menos um em cada três funcionários que lutam contra uma condição mental, relataram receber a ajuda de que precisam.

Além disso, o relatório afirma que 62% dos dias de falta no trabalho foram atribuídos a condições de saúde mental debilitadas. Somente essas estatísticas parecem sugerir as possíveis vantagens de fornecer suporte aos funcionários que sofrem de problemas relacionados a saúde mental no trabalho.

Só que as vantagens são mais amplas e ficam ainda mais evidentes quando vemos que mais de 80% dos funcionários que receberam tratamento se sentiram muito melhores sobre seus empregos.

Claramente, as empresas que buscam alternativas de como cuidar da saúde mental no trabalho — mesmo que seja, simplesmente, estabelecendo uma cultura de apoio e incentivo para os funcionários — estão fazendo algo de positivo para si mesmas, mas, principalmente, para os seus recursos mais valiosos.

Se os funcionários que recebem tratamento relatarem maior satisfação no trabalho, o fornecimento direto de assistência na forma de iniciativas de bem-estar e tratamento podem até mesmo promover maior produtividade e desempenho.

Estabelecer essa cultura é o primeiro e mais importante passo e o exemplo deve ser definido a partir do topo. Os líderes de negócios, incluindo CEOs, profissionais de recursos humanos e executivos, são responsáveis por criar, comunicar e demonstrar a cultura que desejam.

Sem essa liderança, não pode haver garantia de que qualquer um desses assuntos perderão o estigma e os obstáculos associados ao reconhecimento e ao tratamento de problemas de saúde mental no trabalho permanecerão em vigor.

Saúde mental no ambiente de trabalho e saúde financeira

7 em cada 10 pessoas reconhecem não ter capacidade de lidar com imprevistos financeiros. Quando problemas como dívidas e contas atrasadas surgem, eles impactam diretamente a saúde mental no trabalho.

Já pensou em como sua empresa pode fazer para ajudar os colaboradores a recorrer a alternativas mais vantajosas e baratas que o cheque especial?

Conheça a ferramenta Xerpay e saiba como funciona o sistema que implementa o pagamento sob demanda, ou seja, seus colaboradores podem antecipar parte de seus salários quando quiserem.

Essa ferramenta está mudando a forma como os funcionários lidam com o seu salário e gerando mais satisfação e motivação da equipe com a empresa.

O Xerpay pode ser um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em sua empresa. Fale com um especialista e conheça mais!

Portanto, se você estiver em busca de mais dicas para promover o equilíbrio mental dos seus colaboradores, aproveite para assinar a nossa newsletter — é só preencher o seu nome e endereço de e-mail no canto inferior do nosso blog — para receber em sua caixa de entrada todas as nossas novidades!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.