como-controlar-gastos-cartao-credito

Como controlar gastos no cartão de crédito: 8 dicas infalíveis

No terceiro trimestre de 2019 foram gastos mais de 291,6 bilhões de reais em cartões de crédito no Brasil. Com esse aumento considerável ano a ano, os brasileiros vêm buscando dicas de como controlar gastos no cartão de crédito.

Isso porque 79,8% das famílias endividadas apontam o cartão de crédito como o principal tipo de dívida, segundo uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC).

Por isso, usar o cartão de crédito exige planejamento e controle de gastos para que ele não se torne uma bola de neve nas finanças.

Para não fazer parte desse cenário do endividamento com o cartão de crédito, preparamos oito dicas para controlar gastos cartão de crédito.

Confira abaixo quais são e saiba como transformar o cartão de crédito de vilão a aliado.

Como controlar gastos no cartão de crédito: dica para fugir das dívidas

controlar-gastos-cartao-credito

Cansou de bater o limite do seu cartão e acumular dívidas? Aprenda como controlar gastos no cartão de crédito. Vamos falar sobre os seguintes tópicos:

  1. Busque cartões sem anuidade;
  2. Diminua seu limite;
  3. Pague o cartão em dia para evitar juros;
  4. Pague sempre o valor total;
  5. Evite parcelamentos longos;
  6. Não ultrapasse seu orçamento;
  7. Controle o número de cartões;
  8. Evite gastos por impulso.

Cada uma dessas dicas podem lhe ajudar a manter um controle gerencial sobre os gastos com o cartão de crédito, evitando que você se endivide. Confira os detalhes de cada uma logo abaixo:

1. Busque cartões sem anuidade

O brasileiro pagou em 2019, em média, cerca de R$ 915 em anuidade do cartão de crédito, segundo uma pesquisa do Guia de Bolso. Ou seja, um acréscimo de valor pesado no bolso, além de ser um dinheiro mal gasto.

Com isso, buscar cartões sem anuidade é um das boas dicas de como controlar gastos no cartão de crédito. Atualmente, existem diversos bancos que já oferecem cartões “free”, livres da chamada anuidade.

O ideal é que o cliente procure junto ao seu banco as condições de anuidade e tente se livrar dessa taxa ou pelo menos diminua, sendo cobrado apenas em função de determinado valor gasto no mês.

2. Diminua seu limite

Segundo o SPC, uma em cada três pessoas não faz ideia de qual é o limite do seu cartão. Esse é um dos grandes motivos pelos quais as pessoas se endividam.

Isso porque ela não faz um controle de gastos e ultrapassa até mesmo o limite que pode pagar no mês. Sendo assim, entre as principais dicas de como controlar gastos no cartão de crédito está a diminuição do limite.

Não adianta ter um limite alto, se o valor é fora da sua realidade e ultrapassa seu orçamento.

3. Pague o cartão em dia para evitar juros

Com certeza você já ouviu falar em juros sobre juros. Isso acontece quando você paga sua fatura atrasada. Quanto mais dias você atrasa sua conta, maior vai ficando o valor da dívida.

Uma vez que isso acontece, a pessoa acaba ultrapassando seu orçamento e os juros tomam conta da fatura com acréscimos que podem chegar a até 2% ao dia.

Por essa razão, pagar a fatura em dia é considerada uma das principais dicas para controlar gastos no cartão de crédito e manter a saúde financeira.

4. Pague sempre o valor total

A taxa de juros média do cartão de crédito rotativo ultrapassou os 300% ao ano. Isso quer dizer que quando você decide não pagar o valor total da fatura terá que arcar com uma taxa de juros altíssima.

Pagar o mínimo pode colocar o consumidor num cenário de endividamento onde, em muitos casos, se torna impagável. Por isso, uma das dicas de como controlar gastos no cartão de crédito é sempre optar pelo pagamento total da fatura.

Por isso que se recomenda que o limite do cartão esteja dentro do controle do orçamentário, pois a tendência é que assim você não ultrapasse o limite de gasto e consiga pagar a fatura total todos os meses.

5. Evite parcelamentos longos

Os parcelamentos longos podem ser uma armadilha para quem se apega ao valor pequeno quando divide uma compra em muitas parcelas.

Primeiro porque muitas lojas inserem multas, dependendo do número de vezes em que a conta é dividida.

E em segundo lugar, quando se opta pelo parcelamento, o limite do cartão ficará reduzido durante muito tempo.

Para quem usa o cartão dentro do orçamento do mês isso pode ser um problema e o endividamento pode ser o reflexo em pedidos de empréstimo pessoal, uso do cheque especial e etc.

Assim sendo, evitar os parcelamentos longos diminui as chances de endividamento por um período muito grande e não compromete o limite total do cartão.

6. Não ultrapasse seu orçamento

Uma das principais dicas de como controlar gastos no cartão de crédito é conseguir manter as contas dentro do orçamento.

Fazer o planejamento financeiro é o que evita com que a pessoa se endivide e gaste mais do que tem capacidade para pagar.

Aliás, o planejamento financeiro se torna importante também no âmbito empresarial, como já falamos no artigo “Planejamento financeiro empresarial: 5 dicas para montar o seu + benefícios”.

Por isso, acompanhar de perto os gastos do mês antes de efetuar uma compra pode evitar gastar acima do limite, por puro impulso e se endividar, seja como pessoa física ou jurídica.

Vá fazendo as contas a cada gasto para que tudo esteja compatível com o que você tem disponível a para gastar a cada mês.

7. Controle o número de cartões

Cerca de 40% dos brasileiros que possuem cartão de crédito, tem 2 ou mais, revelou uma pesquisa recente do SPC Brasil.

Se um cartão já aparenta ser um bicho de sete cabeças para quem não sabe usar, quanto mais ter um grande número de cartões.

Então outra dica para controlar gastos cartão de crédito é limitar-se a ter no máximo dois cartões de bandeiras diferentes.

Assim, fica mais fácil gerenciar e centralizar as contas em torno de poucas opções. Até porque trabalhar com um número excessivo de cartões torna o gerenciamento quase que incontrolável e a propensão ao acúmulo de dívidas é grande.

8. Evite gastos impulso

Um dos grandes problemas do cartão de crédito é que ele instiga as compras ilimitadas e passa a falsa ilusão de que comprar algo em parcelas se insere bem no orçamento. É imprescindível ter controle sobre as compras e jamais gastar o que não se pode.

Antes de gastar faça as devidas continhas e avalie se aquele gasto está dentro do seu orçamento e se poderá arcar todos os meses com as parcelas que está dividindo.

Além disso, é importante acompanhar de perto seus gastos do mês antes de efetuar uma compra.

Assim é possível planejar as compras e evitar gastar acima do limite, por puro impulso e se endividar.

Faça do cartão de crédito seu aliado

Ao mesmo tempo em que pode comprometer as finanças de quem o usa, o cartão de crédito pode ser um grande aliado se utilizado corretamente. Nesse artigo pudemos ver como controlar gastos no cartão de crédito.

O Brasil tem um dos juros mais altos do mundo em relação a essa forma de pagamento. Logo, se o consumidor não souber usar o que tem em mãos e sair gastando por impulso e acima do seu orçamento, pode entrar em dívidas muitas vezes impossíveis de pagar.

Deste modo, é essencial que o cartão de crédito seja utilizado com consciência. Se exceder mensalmente com essa forma de pagamento só cria dívidas e pode ocasionar em nome sujo ou até mesmo processos do banco e de lojas para cima do consumidor.

Já imaginou se ao invés do cartão de crédito, você pudesse contar com uma parte do seu salário para cobrir gastos importantes e até inesperados?

Conheça a ferramenta Xerpay e saiba como funciona o sistema que implementa o pagamento sob demanda, ou seja, seus colaboradores podem antecipar parte de seus salários quando quiserem.

Essa ferramenta está mudando a forma como os funcionários lidam com o seu salário e gerando mais satisfação e motivação da equipe com a empresa.

O Xerpay pode ser um dos benefícios mais valorizados por quem trabalha em sua empresa. Fale com um especialista e conheça mais!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.