coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários

4 coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários

São 4 coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários, começando por:

  1. estabelecer um diagnóstico financeiro;
  2. ter uma equipe qualificada para planejar e colocar o plano em prática;
  3. calcular um bom orçamento para as estratégias de bem-estar financeiro;
  4. oferecer uma boa remuneração e pacote de benefícios.

Quer saber sobre cada uma delas? Continue a leitura!

As empresas investem na motivação dos funcionários por diferentes motivos. Só que o aumento da produtividade e da qualidade de vida são elementos em comum nessa equação, independentemente da organização.

Afinal de contas, esses elementos contribuem facilmente com a manutenção de um ambiente de trabalho harmonioso e de elevada performance.

No entanto, existem características que são capazes de minar a produtividade. E algumas delas não influenciam diretamente o ambiente de trabalho: acontecem em casa, como o estresse financeiro.

O problema é bastante comum, hoje em dia. Foi por isso que pensamos neste post, com 4 coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários. Assim, você poderá atestar o quão valiosa é a qualidade de vida para o desenvolvimento da sua marca.

Motivos para investir no bem-estar financeiro dos funcionários

Destacamos, acima, algumas situações que causam problemas diversos — e em múltiplas camadas — no dia a dia corporativo, impedindo a produtividade e o espírito colaborativo.

Uma das principais é o estresse financeiro. Quando acumulado, o indivíduo chega ao ambiente de trabalho irritadiço, sem concentração ou motivação para trabalhar, e corre-se sério risco de criar conflitos com os colegas.

É fácil dizer, entretanto, que os problemas pessoais devem ser deixados em casa. A questão-chave é: só no Brasil, 63 milhões de pessoas estão endividadas. Um número elevadíssimo.

Como consequência disso, mais pessoas carregam problemas em comum, e que interpelam o caminho delas corriqueiramente — das pequenas às grandes decisões em suas rotinas.

Não se trata de uma situação que vem acompanhada de um botão de “liga e desliga”. O estresse financeiro acompanha os endividados como uma sombra, e isso interfere na produtividade da empresa.

Além disso, é importante destacar o quanto a empresa se beneficia desse tipo de atitude, visando tomar a frente no auxílio dos seus funcionários. Quando feita estrategicamente, essa medida pode:

  • aumentar a produtividade (individual e coletiva) na empresa;
  • gerar menos ausências dos colaboradores — como o absenteísmo e o presenteísmo;
  • aproximar a gestão dos colaboradores por meio da empatia e da resolução desse tipo de conflito;
  • mais engajamento e motivação dos profissionais;
  • menos gastos (diretos e indiretos) com demissões devido à baixa performance dos colaboradores;
  • fidelidade, contribuindo com a retenção de talentos;
  • atração de talentos, uma vez que tais ações soam muito bem na percepção do público em geral, assim como com seus parceiros, fornecedores e clientes.

Para tanto, atenção a algo fundamental: existem muitas coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários. E, a maioria, deve ser considerada de maneira planejada.

4 coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários

Abaixo, vamos indicar o caminho mais assertivo para que a sua empresa possa iniciar esse tipo de planejamento. Confira, conosco, as 4 coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários!

1. Estabeleça um diagnóstico financeiro

Parte fundamental do processo de entender quais coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários, o diagnóstico corresponde à identificação de um problema em comum.

Por exemplo: seu quadro de funcionários pode ter muitos pais e mães de primeira viagem, sofrendo com a logística de equilibrar a vida pessoal e a profissional, bem como os custos dessa jornada.

Assim, por meio de ações focais, a empresa libera boa parte desses estresse. O pagamento on-demand, por exemplo, dá flexibilidade para que os seus colaboradores comprem produtos de higiene ou remédios sem depender do cheque especial quando o próximo salário ainda está distante.

Dessa maneira, é fundamental que o trabalho comece por conhecer o seu público e, assim, gerar o melhor planejamento. Algumas dicas para fazer isso:

  • reuniões individuais com as equipes (ou seus colaboradores, caso não se sintam à vontade em expor os seus desafios financeiros na frente dos colegas);
  • pesquisas enviadas por e-mail.

Ambas as soluções ajudam a desenhar um perfil aproximado, para que o RH busque a solução mais impactante — de maneira positiva — para toda a empresa.

2. Tenha uma equipe qualificada

Vai implementar um programa de bem-estar financeiro? Então, certifique-se de que você conta com os melhores profissionais à disposição para a empreitada.

Afinal de contas, não são poucas as coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários. Se as soluções não são pensadas, estrategicamente, por especialistas no assunto, os resultados podem tardar ou sequer aparecerem.

3. Calcule um bom orçamento para as estratégias de bem-estar financeiro

Programas de bem-estar financeiro são, acima de tudo, investimentos. Daí, a importância em dedicar um valor com base no planejamento inicial para, então, direcioná-lo às melhores ações.

Tenha em mente que esse valor é retornável em produtividade, afinco, fidelidade e a impulsão da reputação de sua empresa em curto, médio e longo prazo.

A relevância disso é expressiva nos dias atuais. Muitas empresas já entenderam que a melhor maneira de harmonizar o ambiente de trabalho é por meio do aumento da satisfação, do bem-estar e da qualidade de vida dos profissionais.

4. Procure oferecer uma boa remuneração e pacote de benefícios

Por fim, nossa última dica entre as coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários: planeje a carreira de todos.

Um plano de carreira é fundamental no processo, tendo em vista que ele serve como um “mapa do tesouro” para os colaboradores ascenderem profissionalmente e, assim, melhorarem a renda mensal.

O pacote de benefícios é outro aspecto importante. Muitos profissionais tomam suas decisões com base nos benefícios oferecidos, e é mais e mais comum, no mercado, o uso de um pacote flexível.

Assim, cada colaborador constrói o seu pacote com base nos seus objetivos e necessidades. Lembre-se, apenas, do cuidado em compor um plano que seja equilibrado e atrativo para todos os perfis.

Com base nessas dicas, você já está por dentro de todas as coisas que você precisa para melhorar o bem-estar financeiro dos funcionários e gerar bons incentivos para todas as equipes!.

Agora, gostamos de dizer que é a sua vez de se movimentar nesse jogo: comece compartilhando este post nas suas redes sociais, e marque os colegas de trabalho que também vão fazer bom uso dessas informações!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.