Profissionais motivados chegam a ser 50% mais produtivos, revelou uma pesquisa da Right Management. Assim, muitas empresas vêm apostando em benefícios que engajam os funcionários.

Atualmente, com um mercado que se mostra cada vez mais competitivo, quem consegue encontrar estratégias que motivam os empregados se coloca à frente da concorrência. E não só isso, cria meios mais eficazes para atrair e reter novos talentos.

O salário passou a não ser mais suficiente para garantir um colaborador por anos na empresa. A geração de hoje deseja receber complementos aos seus vencimentos para se manter satisfeita no trabalho.

Com isso, os benefícios que engajam os funcionários se tornaram parte obrigatória da gestão de pessoas. Sejam eles referentes a alimentação, transporte ou participação nos lucros.

Segundo estudo da CV-Library mais de 54% dos trabalhadores desejam receber algum tipo de benefício. Mas quais são os melhores benefícios que engajam os funcionários? Neste artigo listamos 6 opções para lhe ajudar a motivar e engajar seus colaboradores.

Qual a importância dos benefícios profissionais

A valorização profissional está intimamente ligada aos resultados. Empresas que conseguem desenvolver ações pensando no bem-estar de seus colaboradores têm mais chances de reduzir a taxa de turnover, aumentar a produtividade da equipe e reter talentos.

E esses chamados benefícios que engajam os funcionários, que nada mais são do que vantagens diretas ou indiretas, podem contribuir com a satisfação do colaborador em relação ao seu trabalho.

Os benefícios que engajam os funcionários funcionam como um fator motivacional para que os empregados se sintam em casa e possam desempenhar suas funções mais felizes.

Entre as principais vantagens que os benefícios que engajam funcionários podem trazer a organização podemos destacar:

Agora que já sabemos quais as principais vantagens de montar um plano de benefícios que engajam funcionários, vamos conhecer os principais. 

Principais benefícios que engajam os funcionários

Dos maiores aos menores, toda empresa pode e deve adotar em sua estratégia benefícios que engajam funcionários. 

Aliás, os benefícios que engajam os funcionários deveriam compor cerca de 30% da remuneração total de um colaborador, indicou uma pesquisa da Fast Company.

Portanto, elencamos alguns benefícios que podem tornar a sua empresa mais competitiva no mercado. Confira!

  • Pagamento de PLR;
  • Plano de carreira;
  • Bonificações e comissões;
  • Salário sob demanda;
  • Programas de desenvolvimento;
  • Ambiente de trabalho organizado.

Conheça os detalhes de cada um desses benefícios.

 

Pagamento de PLR

Já ouviu aquela história de que o colaborador deseja se sentir parte importante da empresa? E uma das estratégias que podem contribuir neste sentido é o pagamento de participação nos lucros (PLR).

Nesse caso a empresa desembolsa um valor aos seus colaboradores, conforme os rendimentos dela em um período definido previamente.

Com a PLR, a empresa mostra confiança no trabalho do seu time e demonstra a importância dele na conquista dos resultados.

Para o profissional isso é extremamente benéfico, pois ele também sairá ganhando, financeiramente falando, caso a empresa obtenha lucros.

 

Plano de carreira

55% dos profissionais que possuem um plano de carreira consolidado se dizem felizes com seus empregos, mostrou uma pesquisa da Consultoria ETALENT com a Catho.

Ou seja, os empregados que sabem exatamente onde podem chegar dentro da organização tendem a se engajar mais com os objetivos da empresa. Isso porque um plano de carreira funciona como um guia profissional, que dispõe de metas de curto, médio e longo prazo.

Por esse motivo, o plano de carreira é um dos principais benefícios que engajam os funcionários. É exatamente por meio do plano de carreira que as empresas têm a oportunidade de convergir e alinhar suas metas e objetivos com a dos colaboradores.

Criar essa boa perspectiva de onde o colaborador pode chegar faz com que ele não se acomode e busque render em alto nível para se aprimorar e aos poucos subir degraus dentro da organização.

 

Bonificações e comissões

Um grande estímulo dentro dos possíveis benefícios que engajam os funcionários são as bonificações e comissões. Uma vez que o colaborador sabe que quanto mais ele se dedicar ao trabalho mais chances têm de aumentar o valor que receberá ao final do mês.

Para desenvolver uma boa política de bonificação e comissão a empresa, necessariamente, precisa ouvir seus empregados. Saber o que os motiva é o primeiro passo, assim como traçar objetivos palpáveis e definir o valor da comissão.

Pois assim, a estratégia será construída de maneira efetiva e o próprio colaborador terá um norte para executar suas funções e alcançar o que foi planejado. 

Sem contar que esse valor a mais no salário é uma forma da empresa demonstrar uma valorização e agradecer o empregado pelos serviços prestados.

Assim, a empresa estabelece um laço de confiança e evita, por exemplo, que seus profissionais desejem sair da empresa por falta de valorização.

 

Salário sob demanda

Uma alternativa das mais novas e muito eficaz entre os benefícios que engajam os funcionários é o chamado salário sob demanda. Sabemos que a realidade do salário mensal não é fácil para quem tem diversas contas a pagar ao longo do mês.

Porém, por meio dessa inovação do mercado, o colaborador tem acesso ao seu salário profissional independentemente do tempo trabalhado. Isto é, a empresa oferece ao seu funcionário um acesso ao valor que corresponde aos dias trabalhados.

Dessa forma, pode-se diminuir o estresse financeiro dos empregados, permitir um controle mais próximo do funcionário em relação às suas finanças e empoderá-lo diante do gerenciamento do próprio salário.

 

Programas de desenvolvimento

Funcionários bem preparados não só trabalham mais confiantes como têm mais chances de oferecer bons resultados. Diante disso, programas de desenvolvimento aparecem como uma boa alternativa dentro de um plano de benefícios que engajam os funcionários.

Seja com ações internas de treinamento, dentro da própria empresa, como possibilitando formações externas para que o colaborador se desenvolva cada vez melhor na função. 

Os programas de desenvolvimentos servem como um propulsor para que o profissional se cresça e potencialize suas habilidades e competências.

E a consequência desse desenvolvimento profissional impacta diretamente em execuções de trabalho mais assertivas e em resultados mais satisfatórios.

 

Ambiente de trabalho organizado

O bom ambiente de trabalho pode fazer toda a diferença para que o colaborador execute bem suas tarefas diariamente. Se a estrutura for péssima e o clima organizacional tóxico as taxas de absenteísmo e rotatividade serão altas.

Por isso, que um dos benefícios que engajam os funcionários está principalmente no ambiente que a empresa lhe oferece. Visto que, ele precisa ter uma boa experiência na empresa para que se engaje e deseje ficar.

Quando se fala de ambiente de trabalho podemos destacar a questão estrutural, onde a organização deve oferecer cadeiras macias, estações de trabalho com bons equipamentos para a função a ser exercida, boa iluminação e etc.

Além disso, é necessário se atentar também ao clima organizacional que está ligado às boas relações das equipes com seus gestores. Esse detalhe pode fazer toda a diferença na hora de atrair ou reter um talento.

Os benefícios e a valorização profissional

Atualmente o salário não é mais suficiente para segurar um colaborador na empresa. Toda organização precisa ter um plano de benefícios que engaja os funcionários e valoriza o trabalho que eles vêm executando.

Independente do tamanho da empresa, ela precisa olhar com atenção para o que oferece em relação a qualidade de vida e o bem-estar físico e mental dos seus colaboradores. 

Pensando sempre em estratégias que incentivem o profissional a vestir a camisa da organização e a se motivar com os objetivos traçados para ele de forma satisfatória.

É importante ressaltar que dentro da implantação de um plano de benefícios que engajam os funcionários, a empresa precisa mensurar o investimento e principalmente fazer uma pesquisa de campo com seus colaboradores.

Pois, para que ele seja assertivo é fundamental que os próprios colaboradores direcionem a empresa sobre quais benefícios escolher e o que os deixarão felizes.

 

Se você gostou do nosso artigo e quer ficar por dentro de mais conteúdos de Gestão, RH e financeiro, que ajudarão sua empresa a se tornar mais atrativa e a frente da concorrência, siga a Xerpa nas redes sociais (Facebook, Instagram e LinkedIn).