Por que investir em benefícios para os colaboradores? Descubra agora!

Sua empresa investe em benefícios para colaboradores? Provavelmente sua resposta é sim. Essa é uma ferramenta utilizada pelas empresas para atrair e reter talentos. O que poucos gestores sabem é que ela precisa ser bem aplicada para surtir os efeitos esperados.

De modo geral, oferecer diferentes benefícios é uma forma de complementar o salário do colaborador. Esses itens, aliás, são tão ou mais valorizados que a remuneração, conforme mostra uma pesquisa divulgada na Exame.

O levantamento demonstra que os 3 principais são plano de saúde (99,5%), seguro de vida (94%) e assistência odontológica (87,5%). No entanto, os outros ficam logo atrás, até porque são essenciais para a atração e retenção de talentos e agregam valor.

Por isso, neste post entenderemos melhor em que consistem os benefícios, a importância de investir neles e quais podem ser oferecidos aos funcionários. Vamos lá?

 

O que são os benefícios?

Esses elementos estão especificados na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e foram mantidos após a reforma trabalhista. A ideia é que a empresa conceda alguns itens básicos para a qualidade de vida no trabalho e o bem-estar dos colaboradores.

Por isso, existem benefícios obrigatórios, ou seja, previstos em lei. O restante é opcional, mas, ainda assim, se torna uma boa alternativa para a empresa melhorar seus resultados e se manter competitiva. Portanto, fica claro que a oferta desses direitos pode ter um viés estratégico.

Perceba que, no mercado brasileiro atual, é comum entregar diferentes benefícios aos colaboradores. Isso acontece por diferentes fatores, inclusive, pela falta de mão de obra qualificada. Assim, esse critério é um chamativo para atrair talentos.

Para quem já está na empresa, essa é uma forma de ter melhorias na qualidade de vida. Além disso, há um impacto significativo na motivação, já que os funcionários se sentem valorizados.

 

Qual a importância de investir nos benefícios para colaboradores?

Os benefícios obrigatórios devem ser oferecidos pela empresa conforme determina a legislação. Já os opcionais podem trazer retornos positivos em relação à qualificação profissional ou melhoria da qualidade de vida.

Em qualquer dos casos, o valor desembolsado pela organização deixa de ser um custo e passa a ser um investimento, pois há um retorno indireto ao negócio. Entre as vantagens conquistadas estão:

Para saber mais dicas de como reter os talentos da sua empresa, recomendamos que você baixe esse eBook. Responda o formulário e receba:

Depois de publicar o Formulário, copie o código abaixo e cole em seu site. Saiba mais.

Perceba que a ideia é que os benefícios façam parte da cultura empresarial. As ações podem ser bastante variadas e vão desde a oferta de frutas e lanches até licença maternidade ampliada, eventos temáticos, plano de saúde sem coparticipação e por aí vai.

Tudo depende da realidade do negócio e do que os colaboradores mais valorizam. Esse deve ser o critério principal de avaliação, porque pouco adianta oferecer benefícios que vão contra às expectativas dos funcionários. O objetivo é sempre agregar valor.

 

Quais benefícios podem ser concedidos?

As empresas têm a possibilidade de oferecerem benefícios variados. Os obrigatórios são:

Nesse último caso, a lei determina que o funcionário deve limitar os gastos com transporte até o trabalho em 6% da remuneração. O desconto é feito automaticamente na folha de pagamento e o que faltar é coberto pela organização. Confira outras possibilidades.

 

Plano de saúde

Essa é uma das ofertas mais estratégicas, pois o colaborador se sente seguro por poder cuidar adequadamente de sua saúde. Apesar de ser opcional, é muito selecionado pelas empresas por ser a principal alternativa de 99,5% dos entrevistados na pesquisa repassada pela Exame, que citamos anteriormente.

É possível haver o desconto de um percentual do salário do colaborador. Ainda assim, o valor é mais baixo que o de um convênio particular. Também é possível escolher diferentes coberturas, planos e coparticipação, a fim de chegar a um montante que se encaixe ao orçamento.

 

Vale-alimentação e refeição

Sua obrigatoriedade é válida somente para empreendimentos com mais de 300 colaboradores. As outras empresas têm a opção de oferecer o benefício de acordo com o valor disponível em orçamento.

O vale-alimentação é válido para compras em supermercados e padarias, por exemplo, e o refeição para restaurantes. Portanto, a segunda opção tende a ser mais atrativa. O ideal é que a quantia diária seja suficiente para que o funcionário consiga almoçar todos os dias com qualidade.

 

Vale-cultura

Sua oferta costuma estar vinculada aos empreendimentos maiores. O intuito é oferecer R$ 50 por mês, sem prazo de validade e com propriedade cumulativa para adquirir produtos ou serviços culturais, como ingressos de shows e peças de teatro. Ainda é pouco comum, mas agrega muito valor para profissionais, especialmente os que trabalham com a criatividade.

 

Bolsas de estudo

Essa é a melhor alternativa para as empresas que querem empregar esforços na qualificação dos colaboradores. O valor repassado pode ser total ou parcial com a finalidade de contribuir para o pagamento de mensalidades de cursos, graduações ou pós-graduações.

Para a organização, essa é a oportunidade de formar colaboradores mais preparados, que podem ajudar o negócio a crescer de maneira sustentável. Por exemplo: se você deseja expandir para outro país, os cursos de idiomas são fundamentais.

 

Auxílio-creche

O foco é as mulheres que têm filhos pequenos. Esse benefício é obrigatório para empreendimentos com mais de 30 colaboradores, sendo opcional para os menores. É possível oferecer um local específico para deixar as crianças ou fazer o reembolso.

Um convênio com outras entidades também pode ser firmado, assim como disponibilizado o auxílio-babá. O propósito é garantir o direito à maternidade e assegurar que as mães tenham mais garantias ao deixar os filhos em casa.

 

Outros benefícios

Os mais comuns, que já citamos, podem ser complementados com outras ideias que fazem a diferença no mercado atual. Você pode oferecer um dia com a família, happy hour na sexta-feira, horários flexíveis, torneios internos, descontos nos produtos da empresa e sala de lazer.

 

Como você pôde perceber, os benefícios para colaboradores são uma forma prática de garantir a motivação e o engajamento dos funcionários. Quando aplicados de maneira correta, implicam em mais produtividade e melhoria do clima organizacional.

E você, o que achou do conteúdo? Se gostou, aproveite e compartilhe nas suas redes sociais.

 

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.