Oferecer apoio aos funcionários na administração do salário é uma iniciativa que vem ganhando bastante espaço no mercado. Afinal, é uma ótima forma de aumentar a satisfação da equipe e a produtividade.

Mas essas não são as únicas vantagens. Também é importante saber como o bem-estar financeiro atrai novas contratações e melhora o recrutamento.

Neste post você descobrirá qual é a relação entre os programas de bem-estar financeiro e a atração de talentos. Além disso, mostraremos dicas práticas de como ajudar os funcionários a lidarem melhor com o dinheiro.

Achou interessante? Continue conosco!

O que é um programa de bem-estar financeiro?

Programa de bem-estar financeiro é um conjunto de ações com foco em melhorar a relação dos colaboradores com o dinheiro.

O intuito é evitar ou reduzir o estresse causado pela má administração das finanças pessoais, o que leva à falta de foco, desmotivação e queda de produtividade no trabalho.

Em geral, esse tipo de iniciativa tem foco em ensinar o básico aos profissionais sobre o controle das próprias finanças.

São abordados temas como reserva de emergência, dívidas, compras por impulso e até estratégias de investimento.

Como programas de bem-estar financeiro ajudam a atrair novos talentos?

Em um mercado cada vez mais concorrido, atrair bons talentos é um dos maiores desafios das empresas atualmente.

Para encontrar o candidato ideal, é preciso unir qualificações específicas e um perfil comportamental adequado, o que torna a busca extremamente difícil.

Ao mesmo tempo, os profissionais têm altas expectativas em relação à remuneração, desafios e propósito de carreira.

Por isso, para aumentar as chances de atrair os melhores candidatos é fundamental se diferenciar da concorrência.

A melhor forma de fazer isso é enxergar o que os outros não enxergam, para oferecer benefícios únicos e relevantes.

A importância do bem-estar financeiro

Ok, mas como o bem-estar financeiro atrai novas contratações e melhora o recrutamento?

Dinheiro é motivo de preocupação para a maioria das pessoas. Segundo uma pesquisa da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), oito em cada dez trabalhadores brasileiros têm problemas com dinheiro.

Essa pode ser uma grande oportunidade para a sua empresa. Em tempos de insegurança, programas de bem-estar financeiro são muito atraentes para a maioria dos profissionais do mercado.

Mais do que oferecer um benefício, essa iniciativa atende a uma das principais necessidades do colaborador.

Confira algumas das principais vantagens da medida para a empresa e para os funcionários:

  • os profissionais adquirem de forma gratuita os conhecimentos que precisam para superar suas dificuldades financeiras;
  • a empresa passa a ser reconhecida por ser importar com as preocupações dos seus colaboradores;
  • com menos estresse financeiro, a equipe passa a ter mais qualidade de vida e saúde física e mental;
  • os membros da organização trabalham mais felizes, concentrados e engajados, o que aumenta a produtividade e os resultados do negócio.

Como o RH pode desenvolver um programa de bem-estar financeiro?

Agora que você já conhece os pontos positivos, é hora de descobrir como o bem-estar financeiro atrai novas contratações e melhora o recrutamento.

Para fazer isso de forma efetiva, é preciso muito planejamento. Veja abaixo algumas ações essenciais que a sua empresa deve implementar para ter sucesso nesse objetivo.

Personalize o programa de bem-estar financeiro

Estruturar um programa de bem-estar financeiro não é sobre pensar nas melhores ações para a maioria das pessoas, e sim sobre quais são as atividades certas para cada uma delas.

Os empregadores precisam prestar atenção às necessidades individuais de cada funcionário ou candidato, observando seus perfis, desejos e dificuldades.

Por exemplo: um colaborador que é pai de primeira viagem tem necessidades financeiras diferentes de outro que acaba de sair de uma cirurgia. Os dois problemas podem ser solucionados de maneiras diferentes, e cabe à empresa avaliar a melhor forma de fazer isso.

Uma boa dica é mapear a realidade da equipe por meio de um questionário ou conversas individuais, a fim de pensar nas melhores soluções. Quanto mais personalizado for o programa, mais resultados ele trará.

Ofereça benefícios que aliviam o orçamento

Muitas vezes os benefícios oferecidos são mais importantes que o salário para a vida financeira do profissional.

Procure incluir no pacote vantagens que aliviam o orçamento pessoal. Vale-alimentação, auxílio-gasolina e auxílio-creche estão entre os mais comuns.

Algumas empresas vão além e oferecem benefícios incomuns para atender a necessidades específicas. A Perond Ricard, por exemplo, tem o auxílio-casamento, que consiste em três salários mínimos extras para o funcionário recém-casado começar a nova vida com o pé direito.

Dessa forma, a pessoa pode usar o salário para outras finalidades, já que sobra mais dinheiro na conta.

Tenha pagamento on demand

O pagamento on demand é uma das principais tendências para atrair novas contratações e melhorar o recrutamento com o bem-estar financeiro.

Nessa modalidade, o funcionário pode resgatar seus pagamentos disponíveis sempre que quiser, sem ter que esperar uma data fixa a cada 30 ou 15 dias.

Isso faz com que a pessoa tenha muito mais controle sobre o próprio dinheiro e possa planejar melhor seus gastos.

Além disso, ter acesso imediato ao pagamento é uma de fugir de armadilhas financeiras, como perda de prazos e acúmulo de juros.

Ofereça educação financeira

A educação financeira é de grande importância para o sucesso do programa. Promover cursos online, palestras e workshops sobre temas relacionados às finanças pessoais, como planilhas de orçamento, mudança de hábitos e dicas para gastar sempre menos do que ganha.

Conforme o colaborador evoluir em seus conhecimentos, podem ser abordadas orientações sobre investimentos mais avançados.

Outra ação interessante é oferecer acompanhamento de coaches especializados.

Esses profissionais poderão conhecer de perto as necessidades dos seus funcionários e elaborar o plano ideal para as finanças de cada um.

Chegamos ao fim das nossas dicas sobre como o bem-estar financeiro atrai novas contratações e melhora o recrutamento.

Agora que você já está por dentro do assunto, que tal colocar o que aprendeu em prática? Observe o comportamento e as necessidades da sua equipe e elabora um programa personalizado para a sua empresa!

Gostou do artigo? Siga-nos nas redes sociais e acompanhe em primeira mão os nossos próximos conteúdos! Estamos no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.