aumentar o faturamento da sua empresa

5 estratégias para aumentar o faturamento da sua empresa

Você sabe o que mais impacta para aumentar o faturamento da sua empresa?

No mundo atual, globalizado e disruptivo, para se lançar ao mercado de maneira lucrativa, um negócio precisa apresentar de cara algumas características. Dentre elas: inovação, agilidade, adaptabilidade e uma boa gestão de projetos e processos, são essenciais para qualquer empreitada.

Porém, ter tudo isso dentro de uma empresa, de nada adianta se os resultados dela não apresentarem uma simples palavrinha: lucro.

Parece óbvio não é mesmo? Mas muitas empresas não conseguem cumprir esta missão.

O “lucro” inicialmente adquirido na venda de seus produtos e serviços é totalmente dissolvido no pagamento do salário de seus funcionários e nas outras despesas para mantê-la. Assim, a empresa acaba saindo no zero a zero ou até mesmo no prejuízo em alguns casos.

Para que isso não aconteça, existem algumas estratégias que se pode tomar. Quer saber quais são elas? Continue comigo neste artigo que eu vou te contar!

As 5 estratégias que irão aumentar o faturamento da sua empresa exponencialmente!

1. Precifique o seu produto de maneira condizente!

Este é um ponto onde muitas empresas falham. A precificação do produto deve ser algo pensado antes mesmo da abertura de um negócio. Só com ela é possível avaliar o investimento a ser feito.

Por isso tenha em mente qual é o custo de produção do seu produto para, a partir dele, buscar entender qual o valor máximo que os seus clientes estão dispostos a pagar. O valor que a empresa vendeu será o seu faturamento e a diferença entre ele e os custos totais de produção, será a sua margem de lucro.

Sendo assim, quanto mais o seu cliente estiver disposto a pagar, quanto mais você reduzir os custos de produção e quanto mais vendas você realizar, maior será o seu faturamento.

Mas, os seus custos totais de produção precisam ser consideravelmente inferiores ao preço de venda para aumentar o lucro e fazer com que este, chegue efetivamente ao seu bolso.

2. Tenha mais de um canal de vendas e trabalhe pesado neles!

Os canais de venda são os meios pelos quais a sua empresa apresenta os seus produtos para os clientes e os mesmos podem comprá-los. Note que até mesmo lojas físicas são canais de venda, assim como sites e redes sociais.

Ou seja, são canais de divulgação e venda, que funcionam com o objetivo de ações de publicidade para conquistar novos clientes e consolidar os antigos.

Sendo assim, busque entender quais são os melhores canais de venda para o seu público-alvo e trabalhe toda a sua estratégia de marketing em cima deles.

Para isso, separamos para você um Kit de Planilhas de Marketing e Vendas com 8 planilhas para que você possa controlar as estratégias de marketing, digital ou não, do seu negócio. Clique no botão abaixo e baixe gratuitamente!

3. Aumente o Lifetime Value dos seus clientes.

Esta é outra dica quente! Rios de dinheiro são pagos todos os dias por grandes empresas para aquisição de novos clientes, por meio de campanhas de publicidade, mídia paga, propaganda por meio de influenciadores e tantas outras formas de promover a própria empresa e seus produtos.

Será que não seria possível aumentar o faturamento da empresa sem gastar tanto com isso?

Sim, isto é possível! E a resposta para isso está no encantamento e na fidelização do cliente.

Se o cliente chega a você por meio de alguma de suas campanhas, ele teve um custo para a sua empresa, é o que chamamos de CAC (Custo de Aquisição de Clientes). O mesmo cliente, pode comprar uma vez e nunca mais voltar a sua empresa, ou gostar do produto e retornar diversas vezes, o que é metrificado pelo LTV (Lifetime Value).

O LTV pode também ser aumentado com produtos mais caros, que aumentam o ticket médio de cada cliente na sua empresa.

Quando se tem um alto CAC e um baixo LTV, percebemos que os clientes estão custando caro demais para trazer pouco valor para a empresa. Quando isso ocorre, significa que seu produto não está agradando e você deve buscar melhorá-lo.

A situação inversa é o que se espera de um negócio para um bom faturamento. Um CAC baixo e um alto LTV significam que uma vez cliente da sua empresa, ele retorna várias vezes para consumir o seu produto.

4. Encante o seu cliente!

Além disso, outra métrica interessante para se avaliar o contentamento do seu cliente com a experiência com a sua empresa é o NPS. Trata-se de uma pesquisa que pergunta de 0 a 10 a chance de que o cliente indique o seu produto.

Os clientes que avaliam com 9 ou 10 são considerados promotores da sua marca. Quem avalia com 7 ou 8 é considerado neutro. Já de 6 para baixo são os detratores, pessoas que podem impactar muito negativamente suas futuras conversões.

É fundamental buscar melhorar o produto até atingir uma porcentagem satisfatória de promotores da sua marca para assim, conquistar novos clientes pelo marketing boca a boca.

5. Promova campanhas de desconto de seus produtos

Quem não gosta de uma liquidação, queima de estoque e outras promoções? Afinal, não é atoa que a Black Friday se transformou no maior evento de vendas de grandes magazines e varejistas por todo o mundo.

O motivo? Preços muito abaixo do normal (ou, ao menos, divulgados dessa forma), a sensação de escassez, causada pelas propagandas e pelas multidões comprando nas lojas e a divulgação em massa que atinge os mais diversos públicos.

Tendo isso em vista, você deve montar uma estratégia de marketing que leve constantemente aos leads da sua empresa a informação do valor real e cheio do seu produto, para que ele veja o produto com esse valor.

Desta maneira, quando você, sazonalmente, promover campanhas de promoções, seus leads verão as ofertas de determinado período como as oportunidades que elas realmente são.

“A execução transforma o sonho em realidade”

Percebeu como a maioria dos indicadores e estratégias citados aqui necessitam de dados e informações prévias da empresa?

É necessário planejar antes de começar um negócio, afinal de contas, muitos fatores devem ser considerados. Porém, após definido um MVP (Mínimo Produto Viável), coloque-o em prática e comece o seu negócio!

Feito é melhor que perfeito e quanto mais tempo você perde, mais pessoas estarão desenvolvendo produtos e os testando em um mercado que você ainda precisará conhecer e passando assim, as suas ideias para trás.

Empreender é uma tarefa que sempre envolverá riscos e você deve estar disposto a passar pela montanha-russa emocional que o exercício desta função engloba se deseja prosperar e ter sucesso.

Este artigo foi escrito pelo Grupo Voitto, a maior escola de gestão do país, em parceria com o Xerpay! Para te ajudar na missão de empreender e aumentar o seu faturamento não deixe de acessar o blog da Voitto, nele você encontrará conteúdos diários sobre gestão, inovação, liderança, empreendedorismo e muito mais!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.