Atividades físicas ajudam no equilíbrio mental

Atividades físicas ajudam no equilíbrio mental do colaborador

Estudos comprovam que as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental das pessoas. Um estudo da The Lancet Psychiatry, mostrou que 43,2% das pessoas que se exercitaram, tiveram menos problemas relacionados a sua saúde mental do que quem não se exercitou.

Com isso, podemos confirmar que o nosso cérebro é o reflexo do nosso corpo, ou vice-versa. Se eles não trabalham juntos, tudo fica desorganizado impactando diretamente na nossa vida pessoal e profissional.

Afinal, as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental e não apenas no físico. Isso porque, uma pessoa que mantém uma rotina de exercícios regular e uma dieta balanceada aumenta a produtividade reduzindo os níveis de estresse.

Quer saber quais as principais consequências do sedentarismo para a saúde física e mental? Neste artigo vamos abordar o assunto e dar dicas para que você renda mais no seu trabalho.

A relação da saúde mental e atividades físicas

Uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia (EUA), em parceria com a Universidade de Tsukuba (Japão), indicou que 10 minutos de exercícios físicos diários melhoram nossa aprendizagem

Em outras palavras, a prática de atividade física deixa nosso cérebro mais inteligente. Mostrando uma relação clara de como as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental.

Se existem substâncias boas correndo no nosso organismo como a endorfina, estimuladas pelos exercícios físicos, nossa mente irá reagir melhor e seremos mais produtivos e efetivos pessoalmente e profissionalmente falando.

Uma vez que nosso corpo e mente trabalham juntos a tendência é que tenhamos uma alta sensação de bem-estar físico e mental. 

Segundo a Escola de Saúde Pública de Harvard, o risco de depressão cai em 26% em pessoas que praticam 1 hora de caminhada ou 15 minutos de corrida.

Portanto, é perceptível que as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental e aumentam a nossa satisfação e consequentemente o desempenho profissional.

As consequências do sedentarismo

Uma pesquisa publicada pela revista The Lancet apontou que a falta de exercícios físicos gera um custo ao mundo de US$ 67,5 bilhões no ano.  

Desse valor, o equivalente a US$ 53,8 bilhões, estão ligados a despesas na área de saúde e US$ 13,7 bilhões se referem a perda de produtividade.

Esse número alarmante mostra o quanto as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental e físico e que as consequências do sedentarismo são péssimas tanto para a vida pessoal como profissional.

Abaixo elencamos os principais impactos do sedentarismo.

  • Estresse;
  • Falta de produtividade;
  • Falta de foco;
  • Distúrbio do sono;
  • Aumento do colesterol e da pressão arterial;
  • Desânimo;
  • Dores musculares;
  • Obesidade.

Esses são alguns dos problemas que o sedentarismo pode causar.

Os principais benefícios da atividade física

Agora que sabemos que as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental e também físico, vamos conhecer alguns dos principais benefícios que elas podem trazer no dia a dia.

Reduz o nível de estresse

Trabalhar estressado amplia a chance de erros e diminui muito o nível de concentração e produtividade. Uma das principais consequências da falta de atividade física é o estresse. 

Inclusive esse tema foi tratado no nosso artigo “Estresse dos funcionários: como superar esse problema?”.

Isso porque o “hormônio do estresse”, chamado cortisol, quando eleva ou abaixa demais seus níveis em função de estarmos sedentários, influencia em lapsos de memória, fraqueza, dificuldade de aprendizagem, fadiga e ficamos mais estressados.

Porém, as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental e físico, relaxando nossa mente e corpo. Assim, é possível ter mais foco na execução das tarefas e mais ânimo para elevar a produtividade.

Melhora a qualidade do sono

Uma pesquisa da Regus indicou que a insônia é um dos principais fatores relacionados ao estresse no trabalho. Com ela os profissionais tendem a ficar mais irritados, menos concentrados e passíveis de erros evitáveis.

Quando se fala que as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental, podemos interligar a melhora da qualidade do sono de forma concreta. Afinal, o sono é um renovador de energias e extremamente necessário.

Neste sentido as atividades físicas podem ser um fator de apoio para que o sono seja reparador, pois elas regulam o metabolismo e o funcionamento do corpo de maneira geral.

Aumenta a motivação e disposição diária 

A disposição no ambiente de trabalho faz toda a diferença nos resultados. Quando a equipe está engajada, as chances de ser assertivo na execução das tarefas é muito grande. Como as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental, elas impactam diretamente no ânimo.

Isso porque a liberação da endorfina faz com que a pessoa que pratica a atividade física sinta um bem-estar e também de relaxamento. Com isso, a autoestima é elevada e existe maior motivação para alcançar as metas e objetivos que vêm pela frente.

Previne diversas doenças 

Os afastamentos do trabalho causados por diversos tipos de doenças, geraram um gasto de mais de R$15, 6 bilhões ao Governo entre 2012 a 2018, segundo dados do INSS. Nesse número, inclusive, entram valores relacionados ao auxílio-doença.

Esses números poderiam ser reduzidos, já que as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental e físico. 

Com a prática regular de exercícios, é possível prevenir diversas doenças cardiovasculares, redução do colesterol, problemas na coluna, obesidade, transtornos mentais, dores musculares e etc.

Visto que as atividades físicas conseguem criar um equilíbrio maior entre o corpo e a mente. Diminuindo a probabilidade de doenças, já que o corpo estará em harmonia.

Melhora a saúde mental

Pessoas que praticam exercícios de 30 a 60 por dia tem menos problemas relacionados a saúde mental, sinalizou estudo da revista The The Lancet Psychiatry.

Ou seja, é possível afirmar mais uma vez que as atividades físicas ajudam no equilíbrio mental. Sintomas como estresse, ansiedade, falta de concentração e até mesmo déficit de atenção e depressão podem ser minimizados.

Isso em razão de todos os benefícios que os exercícios físicos liberam ao nosso corpo contribuem para o equilíbrio maior da nossa mente, reduzindo os níveis de tensão e de sobrecarga da nossa mente. 

Assim temos maior capacidade para lidar com os problemas e aumentar o nosso foco para coisas boas e não ruins, até pela redução do estresse.

Exemplos de exercícios

O grande segredo da prática regular de exercícios físicos é escolher algo que você goste e que lhe dê prazer. Selecionamos abaixo algumas opções que podem lhe ajudar no equilíbrio físico e mental.

  • Caminhada;
  • Dança;
  • Yoga;
  • Pilates;
  • Hidroginástica;
  • Natação;
  • Treino funcional;
  • Ciclismo.

As evidências apontam os benefícios da atividade física

Conforme apresentamos neste texto, existem evidências teóricas e práticas de que atividades físicas ajudam no equilíbrio mental e físico das pessoas. Com isso, há um impacto direto no âmbito pessoal que profissional.

Quem pratica exercícios regularmente tem maior facilidade para controlar o corpo e a mente, reduzindo as taxas de estresse e aumentando a satisfação e disposição. Por meio disso, percebe-se uma redução do estresse, um aumento do foco e da produtividade.

Portanto, o bem-estar e a saúde mental dependem de uma ação do nosso corpo que reage negativamente, quando há o sedentarismo, e positivamente, quando há a prática de exercícios físicos.

 

Gostou do nosso artigo? Quer fica por dentro de conteúdos que podem lhe ajudar na sua vida pessoal e profissional? 

Siga a Xerpa nas redes sociais Facebook, Instagram e LinkedIn e acompanhe nossos conteúdos diários sobre gestão, RH e bem-estar dos colaboradores.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.