Animais no ambiente de trabalho

Animais no ambiente de trabalho. Vale a pena ser pet friendly?

Animais no ambiente de trabalho tem se tornado uma questão para muitas empresas nos últimos anos.

Principalmente as que buscam aumentar o clima de descontração e diminuir o estresse do espaço, como o Google. Essa, que é uma das maiores marcas do mundo, é Pet Friendly no Brasil desde 2013

Existem diversas pesquisas sobre o assunto animais no ambiente de trabalho. Hoje nós trazemos algumas delas para analisar essa alternativa.

A grande questão é: como saber se é interessante para o meu empreendimento ter animais no ambiente de trabalho? E para te ajudar a chegar nessa resposta, trazemos todos os prós e os contras que você deve refletir antes de tomar essa decisão.

Agora vamos entender as vantagens dos animais no ambiente de trabalho.

Vantagens dos animais no ambiente de trabalho

Mais oxitocina, menos cortisol

Traduzindo: mais amor, menos estresse. Isso mesmo, estudos da Universidade de Azabu no Japão indicou que donos de cães liberaram maior nível de oxitocina (também conhecido como hormônio do amor) depois de interagirem com ele.

Trazendo sensações gostosas de bem estar, é uma substância também ligada aos laços familiares. Em contrapartida, ela pode ajudar a diminuir os níveis de cortisol (que é relacionado ao estresse).

Então a presença de animais no ambiente de trabalho pode ser algo que melhora o humor da equipe de modo geral. Com liberação desse hormônio que alivia a tensão.

Aumenta produtividade

Uma pesquisa realizada pela Virginia Commonwealth University revelou esse fato. O estudo foi feito com 76 funcionários de uma empresa dos EUA.

Com base na análise, as pessoas que levaram seus pets para o local relataram um aumento da produtividade. Essa melhoria também ocorreu em 25% dos que não levaram animais para o ambiente de trabalho.

Então, ao que tudo indica, essa relação de bichinho com os funcionários pode ser bem positiva no resultado final. Aumentando o foco, ao invés de ser uma distração.

Isso pode estar relacionado com o fato de que os bichos deixam tudo mais descontraído. Além do carinho do dono com o animal, sendo um alívio e diversão durante o dia.

Melhora a interação

Também revelado pelo estudo da Virginia Commonwealth University. Segundo Barker, professor à frente da pesquisa, os cachorros foram um impulso para comunicação entre os trabalhadores.

“Pessoas que tipicamente não conversavam umas com as outras se engajaram mais” pontuou.

Esse é um aspecto muito positivo para se ter animais no ambiente de trabalho. Aumentar a interação entre a equipe ajuda na aproximação e criação de um senso de pertencimento. Além de tornar a rotina mais divertida.

Se, assim como os estudados, você também adora o assunto doguinhos, precisa conferir essa lista de coisas para cachorro. Nela você encontra as mais variadas e criativas coisas relacionadas à cães. Bem ampla mesmo 😉

Mais colaboração

Mais um benefício apontado pelo estudo da VCU. Nele foi percebido um aumento na cooperação entre os colaboradores.

Um dos motivos pode ser o sentimento de que a empresa se importa não apenas com o seu desenvolvimento profissional, mas também com seu bem-estar pessoal. Alguns donos de pet que participaram da pesquisa indicaram essa possível relação.

Esse sensação é muito interessante, sendo uma forma dos funcionário se sentirem mais queridos na equipe. As consequências disso são boas, trazendo uma alternativa para manter a motivação e empolgação do time.

Se você tem sérios problemas com o ânimo dos seus funcionários, dá uma olhada no nosso post sobre equipe engajada. Nele temos 5 estratégias para criar um verdadeiro time.

O que devo considerar antes de tomar a decisão?

Estrutura

Antes de trazer animais no ambiente de trabalho, é preciso analisar com cuidado se existe estrutura para isso. 

Apesar das diversas vantagens, é algo que que requer um estudo para ver se é viável na sua realidade. Existe espaço suficiente para os bichinhos? Tem como dar conta da higienização do lugar? É logisticamente possível?

Lembre de oferecer uma ambientação confortável tanto para os funcionários quanto para os pets. Caso contrário, o que era para ser positivo se torna uma frustração.

Personalidade dos animais

Essa é uma questão muito importante. É necessário que se conheça bem a personalidade dos pets antes de tornar a situação real.

O ideal é ter um animalzinho dócil, amigável, adaptável e que esteja acostumado a passear. Isso é algo que varia muito dependendo da espécie.

Por exemplo, cachorros geralmente são mais receptivos à mudanças de ambiente que gatos. Os felinos possuem uma tendência de serem apegados à rotina e corre o risco de causar estresse nele, sendo complicada a tarefa de como acalmar um gato.

Outro ponto que tem um certo peso é a diferença de raças. Golden Retrievers normalmente são dogs mais brincalhões e amigáveis, enquanto Rottweillers podem ser mais agressivos. 

Logicamente, a criação em si também influência nesses fatores e cada pet tem sua personalidade. Além disso, existem algumas opções, como adestrar o cachorro em casa.

Então analise cada caso com carinho se você estiver interessado em trazer animais no ambiente de trabalho.

Saúde

Por fim, você deve ficar atento à saúde. Tanto dos animais, quanto dos funcionários. Não se deve colocar em risco o bem estar de nenhum dos envolvidos.

Então lembre de fazer uma conferência na vacinação dos pets, se está em dia com os vermífugos. De preferência, os leve à um veterinário antes.

Lembre também da alimentação do bichinho. Se possível, opte sempre por comida natural para cachorro e gatos. É uma opção para que não corra o risco dele passar mal.

Em contrapartida, veja também a opinião de todos os funcionários sobre essa questão. Se você também recebe clientes, é importante avisá-los da presença do novo companheiro.

Isso se dá porque, apesar de todos os benefícios, algumas pessoas podem se sentir incomodadas. Seja por ter medo de cachorro ou ter uma alergia de gato na pele, cada um tem seus motivos.

Então, tenha certeza que a presença de animais no ambiente de trabalho não será negativa em nenhum aspecto. 

Vale a pena ser pet friendly?

Como vimos, existem muitos pontos positivos e interessantes do assunto. É uma tendência das empresas e ainda possui estudos que confirmam seus benefícios. A princípio, não é algo que traga desvantagens e deve ser visto com bons olhos.

A grande questão é verificar a realidade da sua empresa. Será possível tomar todos os cuidados para que seja confortável e eficiente a presença de animais no ambiente de trabalho? 

Pense bem nos pontos que citamos no tópico anterior e não corra o risco de acabar se tornando um inconveniente.

É preciso ter carinho, paciência e atenção. São muitos os benefícios, mas se trata de uma responsabilidade a mais. Então lembre de pesar na balança antes de tomar a decisão.

Uma ideia que tem sido bastante adotada também é o Pet Day. Selecionar um dia na semana ou no mês para permitir que os funcionários tragam seus bichinhos.

Essa pode ser uma alternativa para quem não possui estrutura para ter a presença de uma bichinho diariamente. É uma solução viável para, ainda assim, aproveitar os benefícios dos animais no ambiente de trabalho.

Então me diga você: levar animais no ambiente de trabalho seria algo positivo na sua realidade?

Bom, pelo menos não dá para negar que é uma boa ideia, certo? Se você já possui uma experiência com isso, fala com a gente nos comentários o que achou.

 

Esse post foi escrito pela Crushpets, um portal de notícias sobre o mundo animal, em parceria com o nosso blog!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.