8 ferramentas de gestão financeira para otimizar seus resultados

Sem dúvida, a gestão financeira é uma estratégia de trabalho importante para o planejamento, captação de recursos e investimentos — e para a própria organização da sociedade empresária. Para te ajudar com isso, neste artigo preparamos uma lista com 8 ferramentas de gestão financeira que podem contribuir para a eficiência do seu trabalho. Confira!

1. Auditoria Interna

A auditoria interna é um processo de avaliação das práticas realizadas no âmbito interno da sociedade empresária, com o objetivo de examinar as práticas contábeis, o controle financeiro e as próprias políticas de gestão. Assim, pode ser utilizada tanto no âmbito da gestão financeira quanto em outros setores do negócio.

Esse processo tem o objetivo de avaliar se o desempenho e os resultados da empresa estão de acordo com as melhores práticas de mercado. Além disso, identifica ainda possíveis erros ou fraudes, por meio da análise de documentos, registros contábeis, livros-caixa e demais informações atinentes ao setor objeto da inspeção.

Dessa forma, a auditoria interna é uma excelente ferramenta de gestão para as empresas que buscam mapear as reais condições do seu negócio e a ocorrência de possíveis problemas.

Dica: A auditoria interna pode ser realizada tanto pelo contador da empresa como por uma empresa terceirizada. Entretanto, recomenda-se sempre a contratação de um profissional terceirizado, já que este ocupa uma posição de neutralidade.

2. Balanço Patrimonial

O Balanço Patrimonial é um estudo que revela a situação dos lucros, dividendos e patrimônio da sociedade. Entre as ferramentas de gestão financeira, o balanço é outra opção altamente eficaz para a otimização dos resultados no seu negócio.

É possível, por meio dele, avaliar com precisão as condições financeiras de empresa. Afinal, seu resultado representa o patrimônio líquido da sociedade, uma informação altamente relevante na adoção de estratégias de investimento ou de cortes de gastos.

Esse tipo de análise pode ser realizada trimestralmente, semestralmente ou até anualmente. A necessidade de realização do balanço vai depender das especificidades de cada empresa, e das movimentações financeiras realizadas.

3. Conciliação bancária

A conciliação bancária é outra ferramenta que pode ser utilizada como elemento estratégico na gestão financeira da sociedade empresária. Basicamente, ela compara dados sobre a entrada, saída e os saldos da empresa com informações sobre a movimentação bancária.

O objetivo é verificar se a contabilidade coincide com os registros bancários. Assim, ela é imprescindível para as empresas que realizam um grande volume de transações bancárias e correm o risco de apresentar diferenças de informações entre o seu controle interno e o registro bancário.

Dica: a conciliação bancária permite corrigir possíveis erros e informações não contabilizadas, já que ajuda a identificar a ocorrência dos mesmos.

O Myfinance é um exemplo de sistema de gestão financeira utilizado para realização de tarefas como a conciliação bancária, planejamento orçamentário, fluxo de caixa, emissão de relatórios, entre outras tarefas atinentes ao setor financeiro. Além de ser versátil, esse sistema oferece soluções que atendem às necessidades de empresas em diversos segmentos de mercado.

4. Controle de custos

O controle de custos é, geralmente, utilizado para avaliar os gastos do negócio e os resultados refletidos nessas despesas. Ele permite a avaliação do orçamento da empresa e se os valores atualmente cobrados pelos seus produtos ou serviços são compatíveis com os objetivos financeiros da empresa.

O que isso significa? Que o controle de custos permite ao gestor verificar se o preço final que está cobrando pelo produto oferecido é compatível com o valor que ele deseja alcançar, para cumprir com suas obrigações financeiras e ainda obter o lucro almejado.

Agora, quando se fala em controle de custos, outro sistema amplamente aceito pelo mercado é o Nibo que oferece soluções tanto para empresas quanto para contadores. Sem dúvida, vale a pena conhecer e avaliar as vantagens desse sistema!

5. Demonstração do Resultado do Exercício (DRE)

A Demonstração do Resultado do Exercício é um relatório contábil desenvolvido conjuntamente com o balanço patrimonial, citado anteriormente. Esse relatório tem a função de descrever todas as operações financeiras realizadas pela empresa em um determinado período de tempo.

A solução da DRE apresenta o resultado líquido do negócio, ou seja, o lucro ou o prejuízo obtido no período analisado. Isso pode ser muito importante na gestão financeira da organização, uma vez que permite ao gestor identificar informações importantes na adoção de estratégias de investimentos ou corte de custos para o negócio.

6. Fluxo de Caixa

De fato, entre as ferramentas de gestão financeira, o fluxo de caixa é pouco utilizado nas estratégias de gestão, muito embora faça parte da prática rotineira empresarial. Trata-se de uma ferramenta que permite acompanhar as entradas e saídas de dinheiro que ocorrem dentro da organização empresarial.

Com as informações resultantes do estudo desse fluxo de caixa, é possível fazer projeções futuras para o negócio, além de avaliar a capacidade da empresa em honrar com as suas obrigações tributárias e junto aos fornecedores.

Nesse sentido, o domínio das informações sobre o fluxo de caixa permite que a empresa possa fazer prognósticos e adotar medidas que antecipem a ocorrência de qualquer problema. O que garante, por sua vez, um melhor aproveitamento dos recursos financeiros.

Quando se fala em fluxo de caixa, um sistema grátis e eficiente é o QuickBooks ZeroPaper. Essa plataforma oferece soluções em controle de fluxo de caixa, emissão de relatórios, controle de receitas e despesas,entre outros.

7. Sistema de cobrança

A tarefa de realizar cobranças pode gerar um impacto negativo no aproveitamento e na rotina dos colaboradores envolvidos. Por isso, a adoção de sistemas de cobrança que automatizam esse processo facilitam muito o controle financeiro, e reduzem o tempo dos colaboradores dedicado a esse tipo de tarefa.

Sua adoção auxilia não só no controle da ocorrência de inadimplências, como na organização e gestão financeira, favorecendo os resultados financeiros do negócio como um todo.

8. Programa financeiro na nuvem

Sabemos que a tecnologia ocupa um lugar extremamente relevante nas rotinas empresariais atualmente. Por isso, quando se fala em ferramentas de gestão financeira — ou, simplesmente, em gestão inteligente — deve-se considerar o impacto da tecnologia e a importância da adoção de estratégias tecnológicas salutares para a organização.

Afinal, o mercado oferece diversas soluções tecnológicas que podem ser aplicadas ao negócio, garantindo relevância e eficiência das rotinas, com resultados cada vez mais representativos. É o caso, por exemplo, dos programas financeiros na nuvem.

Esse tipo de solução permite o armazenamento de informações financeiras em uma nuvem, garantindo a segurança das informações e a possibilidade de acesso rápido, a qualquer tempo e de forma fácil.

Também, quando se trata de sistemas de gestão financeira, é possível encontrar soluções web e aplicativos para smartphone, por isso, vale a pena pesquisar e conhecer as ferramentas disponibilizadas no mercado. Além dos já citados, recomendamos que você conheça também o Conta Azul.

Enfim, como vimos, uma empresa focada no crescimento e que busca se destacar da concorrência precisa observar o seu negócio com um olhar voltado para a inovação. Isso implica no mercado de tecnologia, que hoje oferece opções que melhoram o aproveitamento do trabalho desenvolvido pelos colaboradores e os resultados e ganhos para todo o mercado.

Então, gostou deste artigo? Agora que você já conhece as principais ferramentas de gestão financeira, aproveite para ler também sobre a gestão financeira de empresas e o uso de planilhas nas rotinas empresariais.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *