5 Passos para sempre acertar no contrato de experiência

contrato de experiencia

Olhando à primeira vista, parece simples: 90 dias de período de experiência, podendo ser quebrado em 2 períodos de 45 dias. Quando se começa a fazer contratos de experiência, você vê que o problema é bem maior. São sempre 45 dias mesmo? Sempre 90? Como fazer se o gestor se esquecer?

Siga nosso guia rápido de como fazer contratos de experiência:

1. Verifique as regras do seu sindicato.

É comum que algumas convenções coletivas mudem a extensão dos períodos de experiência para algo diferente da CLT. Caso você não siga a convenção coletiva e rescinda o contrato de um funcionário, ele pode pedir o pagamento extra de direitos por ter o contrato terminando no meio e não no fim. Veja neste link a diferença entre fazer a rescisão no meio e no final do período de experiência.

2. Faça o contrato de experiência e peça que o funcionário assine o contrato referente a apenas a primeira parte do período de experiência.

Assinar ambos contratos da primeira e da segunda parte do contrato de experiência é uma prática muito comum em diversas empresas. Apesar de mais prático, ela traz problemas: como o funcionário já assinou o segundo documento, significa que ele já está valido! Ou seja, mesmo você dividindo, na prática você já garantiu os 90 dias.

3. No dia do final da primeira parte, peça que ele assine a segunda parte.

Se ele não assinar a segunda parte, ele automaticamente já entra no contrato CLT sem tempo determinado pois ele já “terminou” a experiência. Fique de olho!

4. Fale com o gestor pelo menos 10 dias antes do final de cada parte.

O gestor do novo funcionário tem a melhor visibilidade sobre o trabalho dele e poderá opinar melhor se ele deverá ou não continuar na empresa. Conversar com ele 10 dias antes de cada período de encerramento ajuda você a ter uma visão melhor sobre a performance do novo funcionário e dá a você mais tempo para preparar uma rescisão caso necessário.

5. Se houver a rescisão, pague nos prazos certos

Aqui, valem os prazos da rescisão tradicional: caso o encerramento do contrato seja iniciado pela empresa, o pagamento precisa ser feito no dia útil seguinte à rescisão – o ideal é fazer já no mesmo dia. Caso o encerramento tenha sido pedido pelo funcionário, a empresa tem um prazo de até 10 dias para pagar.

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *